Logo ASP

Esporte e Lazer



Com escola de samba e aglomeração de fãs, Ronaldinho marca seus pés no Maracanã

MAURO PIMENTEL / AFP
R10 na Calçada da Fama

R10 na Calçada da Fama

Quando jogava futebol, já não faltava tempo para Ronaldinho Gaúcho curtir a vida. Agora, ainda que a vida pós-encerramento de carreira seja uma sequência de viagens para partidas de exibição e presenças em eventos, o ex-craque se vê ainda mais livre. Nesta terça-feira, recebido pela bateria da escola de samba Renascer de Jacarepaguá no Maracanã, onde foi fazer o molde de seus pés para exibição no Hall da Fama do estádio, não hesitou ao receber da agremiação carnavalesca uma camisa. Chamou o representante da escola e perguntou: "Quando tem ensaio lá?". Ouviu que, se fosse o caso, a Renascer ensaiaria no dia que Ronaldinho pudesse comparecer.


O fato é que o ídolo mexeu com a rotina do estádio, ainda que sua aparição não tenha durado mais do que 20 minutos. Em pleno verão do Rio, Ronaldinho encontrou um Maracanã cheio de turistas que faziam o tour. A notícia da presença do astro logo se espalhou e a aglomeração foi inevitável. Ronaldinho ainda hipnotiza fãs de todas as partes do mundo. Acenou, exibiu o habitual sorriso e teve sempre a companhia do governador do Rio, Wilson Witzel, que o chamou de "herói do povo brasileiro e do Rio de Janeiro". Ídolos, por vezes, geram reações um tanto exageradas.


Ronaldinho e o Maracanã, aliás, não se cruzaram tanto na carreira. A seleção fez raras aparições no estádio durante sua etapa na equipe nacional. Além disso, sua passagem pelo Flamengo coincidiu com reformas no estádio para a Copa do Mundo. Foi pelo Fluminense que o ex-craque mais frequentou o Maracanã: seis partidas em 2015. Restaram jogos esporádicos pelo Grêmio, no início da carreira, e pelo Atlético-MG.


Há cerca de um ano, Assis, irmão do jogador, anunciou o fim da carreira. E Ronaldinho, que ao final de sua vida profissional aparentava certo fastio dos sacrifícios necessários para seguir em alto nível, surpreendeu.


- Sinto falta de tudo: dos jogos, dos treinos, das resenhas. A gente passava mais tempo com os companheiros de clube do que com a família, por vezes - afirmou. - A concentração eu não gostava muito. Mas é algo que você aprende a conviver.


Ele disse, no entanto, nunca ter parado para lançar um olhar em retrospectiva para sua trajetória.


- Está muito recente ainda, não parei para analisar. Tenho tido uma vida muito agitada, com viagens de um lado para o outro. Mas sou muito realizado. Este foi um dos motivos que me fez parar - afirmou.


Ronaldinho passa a ocupar lugar de destaque num estádio que homenageou astros históricos do futebol brasileiro no hall da fama, como Pelé e Zico.


- Este é um dos grandes troféus da minha carreira. Maracanã é Maracanã, o meio palco de todos É um momento muito especial para mim, para a minha família.


Ele não descartou um novo encontro com o estádio. Ronaldinho planeja um jogo de despedida ainda sem data. Garante apenas que será "após o Carnaval". Perguntado se o Maracanã poderia ser o palco, deixou no ar:


- Tomara...

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com/esporte/com-escola-de-samba-aglomeracao-de-fas-ronaldinho-marca-seus-pes-no-maracana-23355925.html

Mais Notícias

Flamengo e Filipe Luís têm último encontro sem acordo e jogador aguarda diretoria

Filho de Schumacher vai pilotar Ferrari do sétimo título do pai na Fórmula 1

CBF é multada por gritos homofóbicos da torcida na estreia do Brasil na Copa América

Relatório médico de mulher que denunciou Neymar cita hematomas, edemas e quadro de ansiedade

Luana comemora convocação para a Copa do Mundo na França

Neymar perde faixa de capitão da seleção brasileira para Daniel Alves

AR tem pane elétrica e para de funcionar na final do Carioca

Witzel anuncia que Flamengo e Fluminense vão gerir o Maracanã provisoriamente

Com febre, Pelé é internado em hospital em Paris para realizar exames

Paraesporte de Campos conquista medalha de bronze no vôlei de praia em Abu Dhabi

Brasil quer sediar Copa do Mundo de futebol feminino em 2023

CBF anuncia patrocínio com a Fiat por quatro anos em todas as camisas das seleções

Ex-presidente do Vasco Eurico Miranda morre aos 74 anos no Rio

Pai de jogador de base que dormia no Ninho do Urubu conta que jovem conseguiu correr e também salvar colega

Ferj adia rodada de todos os campeonatos estaduais; semifinais da Taça GB serão quarta e quinta

Polícia trabalha com quatro hipóteses para desaparecimento de Emiliano Sala

Neymar se irrita sobre suposto uso de drogas no ano novo: \'Não sou tão maluco a ponto disso\'

Tite admite erros na Copa e revela sonhos após eliminação: 'Acordei assustado'

Roxinho vence e fica perto do acesso na série B2

Futevôlei e Vôlei de Praia movimentam Jardim São Benedito neste domingo

Rafinha Alcântara é convocado para o lugar de Casemiro, lesionado, na seleção

Após anúncio de Crivella, dirigentes da Indy negam etapa no Rio em 2020

Tite convoca seleção pela última vez no ano

Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo podem ser punidos por apoiar Jair Bolsonaro

Seleção Brasileira treina em Londres para jogo contra a Arábia Saudita

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas