Logo ASP

Notícias



Mulher de Cabral fez 11 compras de joias, maioria sem nota fiscal, diz delatora

ABr
Adriana Ancelmo fez 11 compras de joias, quase todas sem nota fiscal

Adriana Ancelmo fez 11 compras de joias, quase todas sem nota fiscal

A ex-primeira-dama do Rio de Janeiro, Adriana Ancelmo, fez 11 compras de joias, quase todas sem nota fiscal, sempre de forma discreta, geralmente pagas em dinheiro vivo. A informação foi divulgada nesta terça-feira (19) pela diretora comercial da joalheria H.Stern, Maria Luiza Trotta, durante depoimento ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que concentra os casos relativos à Operação Lava Jato e seus desdobramentos no Rio.


Maria Luiza fez acordo de delação premiada, juntamente com os proprietários da empresa, que também foram ouvidos por Bretas, como testemunhas de acusação contra o ex-governador Sergio Cabral, Adriana e outros envolvidos.


A diretora da H.Stern disse que conheceu Adriana em 2009 e que passou em 2012 a fazer vendas diretamente à então primeira-dama, que era exigente e comprava joias de alto valor, como um par de brincos de R$ 1,8 milhão e outro par de brincos de R$ 1,2 milhão. Segundo ela, os pagamentos eram em dinheiro vivo e passaram a ser feitos na tesouraria da empresa.


O presidente da joalheria, Roberto Stern, disse que o total de compras do casal Adriana e Cabral chegava a R$ 6 milhões e que os certificados de autenticidade das joias não apresentavam o nome dos compradores, para garantir sigilo. Também foram ouvidos o vice-presidente do grupo, Ronaldo Stern, e o ex-diretor financeiro, Oscar Stern. Todos reiteraram que a quase totalidade das vendas a Cabral e Adriana foram feitas sem emissão de nota fiscal e de forma sigilosa.


A defesa de Adriana divulgou nota lamentando que os diretores da H.Stern tenham faltado com a verdade, “a fim de manter seus prêmios obtidos com delação em que inventaram fatos”. A defesa de Cabral também escreveu nota criticando o fato de que as provas do processo tenham sido extraídas apenas da memória da diretora comercial da joalheria, já que em boa parte dos documentos originais não constava os nomes de Adriana e Cabral: “Com as oitivas, ficou claro que nem o presidente da empresa e nem os seus diretores sabiam do que se passava nas operações de compra e venda de joias”.


O juiz Marcelo Bretas deve divulgar em breve, possivelmente nesta quarta-feira (20), a sentença do ex-governador Cabral e outras pessoas envolvidas na Operação Calicute, desdobramento da Lava Jato no Rio.

-------------------------------------------------
jbonline
http://www.jb.com.br/rio/noticias/2017/09/20/mulher-de-cabral-fez-11-compras-de-joias-maioria-sem-nota-fiscal-diz-delatora/

Mais Notícias

União terá de pagar R$ 20 mil por dano moral ao não convocar aprovado em concurso

ALERJ APROVA MUDANÇAS EM CARTÓRIOS NO ESTADO

Ministério da Fazenda autoriza aumento das tarifas de serviços dos Correios

Repasse aos poderes deve dificultar pagamento dos salários atrasados pelo Estado

IPVA: PRESIDENTE DA ALERJ COBRA CUMPRIMENTO DE LEI QUE PERMITE VISTORIA SEM PAGAMENTO DO IMPOSTO

MP-RJ diz que desconto de 14% sobre servidores do Judiciário é inconstitucional

Ações da Chequinho movimentam as instâncias da Justiça Eleitoral

Médicos da rede municipal de Saúde decidem entrar em estado de greve

TRE mantém Pudim deputado

Petrobras eleva preço do botijão de gás em 12,9% a partir desta quarta-feira

Corregedoria da PF afirma que delegado Paulo Cassiano não cometeu transgressões

Tentativa de ocultar dinheiro e 16 quilos de ouro levou Nuzman à prisão

Caos na Saúde de Campos gera denúncia por parte de médicos

Morre a professora Regina Sardinha

AGORA É LEI: BANCOS NÃO PODERÃO EXIGIR QUE FUNCIONÁRIOS SEJAM RESPONSÁVEIS PELAS...

AGORA É LEI: CONSUMIDOR NÃO PODERÁ SER CONSTRANGIDO QUANDO USAR CARTÃO PARA FAZER PAGAMENTOS

Juiz Ricardo Coimbra na 76ª Zona Eleitoral

Prefeitura decreta suspensão e passagem já vale R$ 2,75

MPRJ ajuíza ações por improbidade administrativa contra Dr Aluizio e Alair Correa

Morador de Niterói é um dos indicados ao Nobel da Paz

AGORA É LEI: LOCAIS DE ATIVIDADES FÍSICAS DEVERÃO TER PROFISSIONAIS ...

Temer diz que leilão de usinas da Cemig mostra resgate da confiança no Brasil

Dr. Glaucenir fala sobre a \"Chequinho\", suborno, e lives de Rosinha

Receita alerta para golpe por via postal

Governo federal confirma horário de verão

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas