Logo ASP

Notícias



Corregedoria da PF afirma que delegado Paulo Cassiano não cometeu transgressões

Silvana Rust
Delegado federal Paulo Cassiano.

Delegado federal Paulo Cassiano.

A campanha da ex-prefeita Rosinha (PR) e de seu ex-secretário de Governo e marido, Anthony Garotinho (PR), para desacreditar autoridades envolvidas na investigação, denúncia e julgamento do esquema de compra de votos que são acusados de montar nas eleições municipais de 2016 teve mais um fracasso. Sindicância instaurada pela Polícia Federal (PF) para investigar ações do delegado Paulo Cassiano Júnior, concluiu que não houve transgressões na condução do inquérito.


O casal, acusado pelo jornal O Globo de agir contra a PF antes da primeira prisão de Garotinho no âmbito da Operação Chequinho, denunciou ao Ministério da Justiça e à Corregedoria da instituição abusos supostamente cometidos pelo delegado.


Diligências feitas em Campos por membros da Corregedoria Regional da PF do Rio de Janeiro não encontraram indícios de desvio de conduta. Foram ouvidas testemunhas e servidores lotados na delegacia da PF no município e verificados documentos do inquérito policial.


A conclusão é de que nenhuma testemunha foi torturada ou coagida e não teve a defesa dificultada. Também foi constatado que não houve acordo de natureza político-partidária, jurídica ou midiática para prejudicar o grupo político de Garotinho, como denunciado pelo ex-secretário de Governo.


Agora, a denúncia assinada por Rosinha será objeto de inquérito policial para apurar crime de denunciação caluniosa.

-------------------------------------------------
terceiraviaonline
http://www.jornalterceiravia.com.br/2017/10/09/corregedoria-da-pf-afirma-que-delegado-paulo-cassiano-nao-cometeu-transgressoes/

Mais Notícias

Estudantes do IFF são feitos reféns e veículo utilizado no crime é localizado na manhã desta quinta-feira

Explosão em laboratório no campus da UFRJ deixa três feridos

Justiça Federal manda instalar semáforo em trecho urbano da BR-101

FGTS dá lucro de R$ 12,46 bi e cada trabalhador receberá em média R$ 38

Blog dos Jornalistas: Ralph Manhães convonca imprensa para reunião sobre eleições

CNJ nega recurso para afastar juiz que mandou prender Garotinho

Partido Novo inicia atuação em Campos

Cresce o número de famácias na cidade

PIS/Pasep: resgate começa nesta terça-feira para trabalhadores de todas as idades

Novo presidente assume Associação Comercial e Industrial de Campos

Câmara quer mudar regra de eleição em caso de impeachment do prefeito

TSE autoriza Forças Armadas nas eleições no Rio de Janeiro

Feira do Peixe nos Bairros acontece no Parque Santo Amaro nesta sexta (10) e sábado (11)

Exército e polícias ocupam área de conflito de Guarús em megaoperação

Merco Noroeste de Itaperuna fomenta a cadeia produtiva

Luto! Campeão do mundo com feito histórico morre em acidente automobilístico

Liberação de saques do PIS/Pasep começa amanhã para todas as idades

Polícia Militar retoma segurança na Uenf após cerca de um ano sem parceriat

Setor sulcroalcooleiro comemora boa produção

Passageiros elegem os melhores aeroportos do Brasil

Glaucenir será ouvido dia 7 no caso do áudio

Aluna do IFF conquista 1.º lugar em maratona de Empreendedorismo e Inovação

Unidade de tratamento de gás da Petrobras volta a operar em Macaé

Brasil terá aumento de mortes por onda de calor, afirma estudo

Base de Crivella enterra CPIs sobre Saúde na Câmara

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas