Logo ASP

Notícias



DIA ESTADUAL DO NANISMO É CELEBRADO NA ALERJ

Thiago Lontra
DIA ESTADUAL DO NANISMO

DIA ESTADUAL DO NANISMO

A defesa da inclusão social marcou o evento que comemorou o Dia Estadual do Nanismo, nesta quarta-feira (25/10), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). A data, instituída pela lei 7.319/16, de autoria da deputada Daniele Guerreiro (PMDB), tem o objetivo de difundir informações sobre a deficiência para combater o preconceito e melhorar a qualidade de vida das pessoas com nanismo. "Precisamos informar mais para afastar a discriminação", afirmou a parlamentar.


 


O deputado Rafael Picciani (PMDB), que conduziu o encontro, lembrou que essa data já é reconhecida em vários países. "No Brasil, o estado do Rio é o segundo a adotar esse dia para dar visibilidade à causa. O primeiro foi Santa Catarina", disse. Segundo Rafael, disseminar conhecimento é fundamental para combater o preconceito. "As pessoas desconhecem as causas e não sabem que qualquer casal pode ter um filho nessa condição. É importante o conhecimento para vencer o preconceito", ressaltou Picciani.


O chefe do Centro de Genética Médica do Instituto Fernandes Figueira (IFF), dr. Juan Llerena, explicou que existem cerca de 400 tipos de nanismo. "Cada caso é um caso e merece cuidados individuais. Mas é fundamental nos colocarmos no lugar do outro e lembrar que o nanismo não traz nenhum comprometimento intelectual", ressaltou.AcessibilidadeA presidente da Associação do Nanismo do Estado do Rio de Janeiro (Anaerj), Kenia Rio, lembrou que a lei é importante para combater o preconceito e a falta de acessibilidade. "Como deficientes já tínhamos garantias pela lei 5.296 de 2004, mas isso não bastou. Então é muito importante ter um dia só nosso para que a sociedade possa nos visualizar. Tenho filho e neto com nanismo e quero um mundo melhor pra eles. As autoridades precisam se conscientizar sobre a necessidade de adequar os serviços para atender também às pessoas com nanismo, seja no transporte público, nos elevadores ou nos bancos," disse.


Inclusão


O evento foi marcado ainda por depoimentos emocionados de pessoas que lutam contra o preconceito. Esse é o caso da bancária e passista da escola de samba Viradouro, Viviane de Assis. Ela tem apenas 1,25m de altura e sempre sonhou em participar do concurso que elegeria a rainha do carnaval carioca, mas sempre era impedida porque o regulamento não permitia candidatas que medissem menos de 1,60m. "Fiz barulho, reclamei e mostrei que samba não pé não tem a ver com tamanho. Foi assim que consegui que a prefeitura voltasse atrás da regra", contou.


Viviane concorreu mas não ganhou o título. "Sempre quis ser rainha, não consegui, mas pra mim foi a realização de um sonho. Sempre sofri preconceito. Tinha mulata que não queria que eu sambasse perto dela porque achava que eu ia roubar a cena, me olhavam de cara feia, mas eu nem ligo", disse a passista, que tem um filho de 15 anos que não tem nanismo. "Mostro pra ele todos os dias que a mãe dele é uma mulher normal. Capaz de realizar o que ela quiser", ressaltou. Os deputados Ana Paula Rechuan (PMDB), Fatinha (SD) e Dr. Gotardo (PSL) também participaram do evento.

-------------------------------------------------
alerj
http://www.alerj.rj.gov.br/Visualizar/Noticia/41643

Mais Notícias

Boletos vencidos já podem ser pagos em qualquer banco

Detran mantém emplacamento após Justiça suspender adoção do novo modelo do Mercosul

Não usar cadeirinha é um risco para pais e crianças, alertam especialistas

AGORA É LEI: NORMA QUE ESTABELECE TEMPO MÁXIMO DE ESPERA EM ATENDIMENTOS BANCÁRIOS E...

Fim de semana prolongado com dois feriados

Brinquedos aquecem as vendas

'Engenheiro' misterioso usa tampas de caixas d’água em ponto de ônibus em Acari

Witzel e Paes são favoráveis a ‘testes de integridade’ sobre servidores públicos

NÍVEL DO PARAÍBA GERA PREOCUPAÇÃO

Mais da metade da Alerj foi renovada nesta eleição

Wilson Witzel e Eduardo Paes farão segundo turno para governo do Rio

Brasil: depois dos eleitores, investidores aplaudem Bolsonaro

Alerj: João Peixoto, Gil Vianna, Rodrigo Bacellar, Bruno Dauaire e Jair Bittencourt eleitos

AUXÍLIO-ADOÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS PODE SER AMPLIADO

Estado do Rio nomeia 79 papiloscopistas que aguardavam chamada para Polícia Civil

Uenf sobe 13 posições no Ranking Universitário nacional

Eleição 2018: Confira seu local votação após modificações do TRE

Juiz eleitoral de Campos orienta sobre regras para o dia da votação; confira

Facebook revela ataque virtual que atingiu 50 milhões de usuários

Há 100 anos, tomava posse a primeira mulher diplomata do país

Garotinho diz que vai recorrer hoje mesmo ao STF para manter campanha

Representantes da Firjan se reúnem com Autopista para pedir mais segurança na BR101

Após agravo de servidores, Rio tenta manter decisão do STF favorável a desconto de 14%

Estimativa para a inflação deste ano sobe para 4,28% e a do PIB cai para 1,35%

Importunação sexual vira crime com pena de até 5 anos de prisão

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas