Logo ASP

Notícias



Rio recorre ao STF para barrar benefício que eleva salário de defensores estaduais

Dorivan Marinho

A Procuradoria-Geral do Estado (PGE-RJ) recorreu ao Supremo Tribunal Federal (ST) para barra a concessão de "benefício por permanência" a defensores públicos do Estado do Rio. A bonificação consiste na aplicação de aumento de 5% sobre o salário bruto aos defensores que já possuem idade suficiente para a aposentadoria, mas que decidem permanecer na ativa. Os reajustes são pagos anualmente, e limitados a cinco anos (25% do vencimento).


Em 2006, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou lei encaminhada pela Defensoria que solicitou a aplicação do benefício. A PGE-RJ recorreu ao Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), mas os magistrados mantiveram o direito aos defensores.


A PGE insiste que a bonificação não é viável diante do momento vivido pelo Estado, que decretou calamidade pública financeira em 2016. A carreira de defensor público no Estado do Rio tem salário inicial de R$ 25,6 mil.


Já a Defensoria informou que "acompanha os desdobramentos da Ação Judicial para implementação do benefício de permanência e cumprirá o que for decidido pela Justiça". O órgão detalhou, também, que o benefício, caso aplicado, sofre o desconto dos impostos cabíveis.

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com/emprego/servidor-publico/rio-recorre-ao-stf-para-barrar-beneficio-que-eleva-salario-de-defensores-estaduais-22349289.html

Mais Notícias

Temer aciona 'forças federais' para desbloquear estradas

Feira da Roça é alternativa para campistas em meio à greve do caminhoneiros

Vereadores do Rio aprovam prioridade para o pagamento dos salários dos servidores

Motoristas de Uber fazem carreata em apoio aos caminhoneiros

Aeroporto Bartolomeu Lisandro diminui voos devido a ...

Greve de caminhoneiros pode prejudicar fornecimento de água no Rio

Bloqueio na BR-040 gera congestionamento de 8 quilômetros

Greve dos caminhoneiros pode suspender serviços no município de SFI

Testemunhas por vídeo nesta quarta-feira

Greve dos caminhoneiros afeta distribuição de alimentos

Policiais Civis reforçam que categoria não pode ser descontada em 14% a Previdência

Operação prende cinco suspeitos de venda de vagas em fila de hospital de Campos

TRE barra tentativa de Garotinho anular ação

Governo decreta ponto facultativo para servidores do Rio no dia 1º de junho

Porto do Açu inicia operação com um dos maiores navios do mundo

Caixa D’água: procurador de Justiça indicado por Rosinha e Garotinho não comparece a audiência

INSS reduzirá agendamento presencial a partir do dia 21

INSS reduzirá agendamento presencial a partir do dia 21

Alta do dólar não preocupa, diz secretário do Tesouro

Brasil tem instituições fortes e não há risco à democracia, diz Moro em NY

AGORA É LEI: FRAUDE DE COMBUSTÍVEL PODE ACARRETAR CASSAÇÃO DO ICMS

Pezão decreta ponto facultativo para servidores estaduais no dia 29

Governo antecipa para sexta-feira pagamento de salário a servidores que recebem até R$ 3 mil

Caso Ana Paula: réus e testemunhas de acusação ouvidos na primeira audiência

Câmara de vereadores aprova lei que permite a mercados abrirem aos domingos

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas