Logo ASP

Notícias



Jungmann diz que sistema de segurança no país está "falido"

Antonio Cruz/EBC/FotosPúblicas

O ministro da Defesa Raul Jungmann afirmou nesta quarta-feira (30), no Rio de Janeiro, que o sistema de segurança pública no país está falido. Para ele, a situação chegou a tal ponto que facções estão no comando de ações criminosas praticadas por quadrilhas organizadas de dentro das penitenciárias. Jungmann participou de evento promovido pela Polícia Militar do Rio e o Viva Rio, na sede da Firjan.


“Este sistema vigente está falido, e o que estamos vivendo hoje é o feito, não apenas da falência, do desenho deste sistema, mas o feito de muitas outras razões. O crime se nacionalizou. Mais que isso, se transnacionalizou. Então, não é no espaço da unidade da Federação que vamos resolver o problema da grande criminalidade”, disse o ministro.Jungmann ressaltou o fato de que, na Constituição de 1988, entre 80% a 85% das responsabilidade com segurança e ordem pública foram transferidas para os estados, restando ao governo federal apenas o controle das polícias Federal e Rodoviária Federal, que ficam encarregadas do controle das fronteiras e das ações contra crimes transnacionais e o tráfico de drogas.


“Há, sim, a influência da crise neste processo, da falta de recursos para serem canalizados para a segurança pública. E, também, porque não temos um fluxo estável de recursos orçamentários e financeiros para a área de segurança. O país passa por uma das maiores crises dos últimos 50 anos em termos econômicos e fiscais e a segurança pública mergulha com o país nesta crise", acrescentou.


O ministro destacou a crise enfrentada pelo sistema penitenciário, com superlotações de presídios e presos mantidos em situações adversas, como determinante para a falência do sistema e o avanço da criminalidade no país. “Em razão da incapacidade do Judiciário de julgar os processos, o sistema penitenciário brasileiro tem 30% a 40% dos presos provisórios e temporários em suas celas. Ninguém sabe hoje, de fato, qual é o tamanho da população carcerária do país. E quem acha que sabe está enganado”.


Para Jugnmann, foi nestes espaços que surgiram as grandes gangues: o PCC, o Comando Vermelho, Amigos dos Amigos, Sindicato do Crime, Terceiro Comando, Família do Norte. "Todos estes grupos criminosos, que surgiram dentro do sistema penitenciário e a partir do sistema penitenciário, controlam o crime nas cidades. Determinam ações criminosas e aterrorizam a população.

-------------------------------------------------
jbonline
http://www.jb.com.br/pais/noticias/2018/01/31/jungmann-diz-que-sistema-de-seguranca-no-pais-esta-falido/

Mais Notícias

Presidente da Fecomércio-RJ é acusado de desviar R$ 10 milhões

Crivella faz piada com chuvas: Em São Paulo vão lançar o 'Balsa Família'

STF julgará em março validade do auxílio-moradia para juízes

Rafael Diniz em Brasília com o presidente da Câmara dos Deputados

MP vai investigar Crivella por omissões e falhas em planejamento do Carnaval

Novo Dia D contra Febre Amarela no estado será no primeiro sábado de março

Protesto contra reforma paralisa 33 plataformas da Bacia de Campos

Aposentados e pensionistas do INSS têm até fevereiro para comprovar vida

Valor do pedágio na rodovia BR-101 sofre reajuste a partir deste sábado

Saiba quem é o general que comandará a intervenção federal no Rio

Ministro diz que violência no carnaval no Rio foi inaceitável e promete ajuda

Rio teve mais de 7 mil raios em quatro horas de temporal

Rodoviários da São Salvador paralisam atividades novamente

Parte da ciclovia Tim Maia desaba após forte chuva que atingiu o Rio

Dom Fernando Arêas Rifan em encontro com Papa Francisco no Vaticano

Walmart e Hortifruti garantem que vão funcionar no domingo de Carnaval

OPERADORAS DE TV POR ASSINATURA E INTERNET DEVERÃO TER LOJAS FÍSICAS NAS CIDADES EM QUE ATUAM

Bancos fecham durante o Carnaval e só reabrem na quarta de cinzas

AGU diz que auxílio-educação de R$ 3.535 a promotores do MP-RJ é desproporcional

TJ do Rio dispensa terno e gravata para advogados no verão

Operação Caixa d’água: começa a audiência em que casal Garotinho é réu

Motoristas de carros alegóricos vão passar pelo teste do bafômetro antes dos desfiles de carnaval do Rio

Luiz Fux toma posse hoje na presidência do TSE

Correios reajustam preço do serviço de despacho postal a partir de hoje

Justiça Federal retoma julgamento de processo sobre sítio de Atibaia

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas