Logo ASP

Notícias



Operação Caixa d’água: começa a audiência em que casal Garotinho é réu

JTV
Garotinho foi dispensado da audiência

Garotinho foi dispensado da audiência

A audiência instrução e julgamento, do esquema de Caixa 2 para eleição e reeleição do ex-governador do estado, Anthony Garotinho e seus aliados políticos, já teve início, no Fórum Maria Teresa Gusmão. Garotinho e a ex-prefeita de Campos, Rosinha Garotinho foram dispensados pelo juízo. Dez advogados atuam na defesa dos oito acusados.


A defesa pediu que a imprensa não registrasse o momento em que os argumentos em favor dos réus fossem apresentados. O juiz negou o pedido e houve uma discussão. De acordo com um dos advogados, a imprensa poderia gerar publicitação midiática para fins políticos, o que pode vir a prejudicar seus clientes. Mais uma vez, o juiz indeferiu o pedido sob a justificativa de que o processo não corre em segredo de justiça.


Um dos advogados também defende o ex-secretário de Controle Orçamentário e Auditoria do governo Rosinha, Suledil Bernadino. Além de Rosinha, Garotinho e Suledil, também são réus na ação o então presidente Nacional do PR, Antônio Carlos Rodrigues, o genro dele, Fabiano Rosas Alonso, o policial civil aposentado Antônio Carlos Ribeiro, conhecido como Toninho, o empreiteiro Ney Flores e o ex-subsecretário de governo da Prefeitura de Campos, Thiago Godoy.


O ex-vice-prefeito de Campos, Dr. Chicão foi convocado como depoente/testemunha e esteve presente no fórum. A primeira testemunha de acusação do processo a ser ouvida foi Adilson Gomes Barbosa, por volta das 15h. Ele é sogro do empresário André Luis Ribeiro, o Deca, que procurou a Polícia Federal de Campos em 2017 e participou de uma colaboração premiada e delatou o esquema criminoso. Em depoimento à PF, Deca disse que Anthony Garotinho cobrava dinheiro de empreiteiros que prestavam serviço à prefeitura de Campos para utilizar em campanhas políticas. Segundo o empresário, Garotinho alegava que quem não entregasse o dinheiro em forma de doação para campanha não receberia o que a Prefeitura de Campos devia às empresas por prestarem serviços de obra ao município.


Segundo o processo, Deca também foi obrigado a utilizar uma de suas empresas (Ocean Link) para receber R$ 3 milhões da empresa JBF, de Wesley Batista em um falso contrato de prestação de serviço para que esse dinheiro depois fosse entregue a Garotinho.

-------------------------------------------------
terceiravia
http://www.jornalterceiravia.com.br/2018/02/06/operacao-caixa-dagua-comeca-a-audiencia-em-que-casal-garotinho-e-reu/

Mais Notícias

Programação do Sesi Cultural com várias atrações até o fim do mês

Acordo entre UFRJ e BNDES dará novo papel cultural ao Canecão

Governo antecipa metade do 13º para aposentados e pensionistas do INSS

Justiça garante sessão extraordinária da Câmara que apreciará contas de Rosinha

Vistoria itinerante do Detran em Campos

Supremo confirma pensões para filhas de servidores civis solteiras e maiores de 21 anos

Desconto para previdência volta a ser de 11% assim que Estado do Rio for notificado de decisão

Café da Comunhão' leva a três pedidos de afastamento protocolados

Justiça determina bloqueio de R$ 22 milhões na conta da Prefeitura de Campos

Trânsito de Campos conta com agentes educadores em pontos estratégicos

Lava Jato deflagra no Rio desdobramento da ‘Operação Fatura Exposta’

Começa nesta quarta-feira 59ª ExpoAgro de Campos

Motorista de van protestam contra alteração prevista para o transporte alternativo

Júri do caso Patrícia Manhães será nesta quarta-feira

Eike Batista é condenado a 30 anos por corrupção e lavagem de dinheiro

Com quase 2 mil casos, Prefeitura decreta epidemia de Chikungunya em Campos

Supremo mantém fim do imposto sindical obrigatório

Alerj aprova reposição salarial de 5% para servidores do TJ-RJ, do MP e da Defensoria

STF manda inquéritos para Justiça Federal

AGORA É LEI: LINHAS TELEFÔNICAS DEVEM SER DESBLOQUEADAS EM ATÉ 24 HORAS APÓS PAGAMENTO

AGORA É LEI: SACOLAS PLÁSTICAS DESCARTÁVEIS SERÃO PROIBIDAS NO ESTADO

Prédio histórico no Centro de Campos ameaça desabar e trânsito é interditado nas imediações

Lula recorre contra decisão do TRF-4 que barrou recurso ao Supremo

Campos é a única cidade do Estado a ter autódromo

Brasil pode se tornar grande exportador de petróleo, diz executivo

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas