Logo ASP

Notícias



Transexuais e travestis já podem incluir nome social no título de eleitor

A partir de hoje (3), travestis e transexuais podem incluir o nome social no título de eleitor e no caderno de votação das eleições. A inclusão e a atualização da identidade de gênero no cadastro eleitoral deve ser feita até o dia 9 de maio para valer nas eleições de outubro deste ano.


Quem perder esse prazo só poderá fazer a alteração após as eleições, para os próximos pleitos. O nome social é aquele pelo qual o transexual ou travesti é reconhecido socialmente, diferente do nome civil, que consta na certidão de nascimento. Já a identidade de gênero estabelece com que gênero a pessoa se identifica, masculino ou feminino.


Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a autodeclaração do eleitor é suficiente para a Justiça Eleitoral fazer as atualizações, não sendo necessário apresentar nenhuma declaração oficial.


“Além de garantir a identificação desejada, o nome social visa assegurar tratamento digno ao eleitor. O nome registrado pelo cidadão constará também das folhas de votação e dos terminais dos mesários nas seções eleitorais, de modo a favorecer uma abordagem adequada à individualidade do eleitor”, informou ou TSE, em nota.


O registro do nome social e a atualização da identidade de gênero são procedimentos independentes. De acordo com o TSE, o eleitor pode realizar apenas um ou ambos. O nome social constará no título de eleitor. A identidade de gênero será atualizada apenas no cadastro eleitoral, não sendo impressa no documento.


Os procedimentos podem ser feitos no cartório ou posto de atendimento que atenda à zona eleitoral do interessado, basta apresentar um documento de identificação com foto. O novo título de eleitor, com o mesmo número de inscrição, será impresso e entregue ao cidadão no ato da solicitação.


O eleitor que já tiver incluído seu nome social no título de eleitor poderá voltar atrás da decisão. Nesse caso, é preciso ir a um cartório ou posto de atendimento para solicitar a revisão. Contudo, o TSE reforça que apenas os dados alterados até 9 de maio terão reflexo nas eleições de 2018.


Candidatos


Para o TSE, o reconhecimento da identidade de gênero é importante, sobretudo, para os transexuais e travestis que planejam se candidatar, pois, então, a sua candidatura será contabilizada na cota do gênero com o qual se identifica, feminino ou masculino.


O nome social, entretanto, é diferente do “nome de urna”, com o qual o candidato se identificará durante a campanha, embora possam ser os mesmos. O registro do nome de urna é feito no registro da própria candidatura. Para as eleições deste ano, a data final para registro de candidatura é 15 de agosto.

-------------------------------------------------
agenciabrasil
http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2018-04/transexuais-e-travestis-ja-podem-incluir-nome-social-no-titulo-de-eleitor

Mais Notícias

Programação do Sesi Cultural com várias atrações até o fim do mês

Acordo entre UFRJ e BNDES dará novo papel cultural ao Canecão

Governo antecipa metade do 13º para aposentados e pensionistas do INSS

Justiça garante sessão extraordinária da Câmara que apreciará contas de Rosinha

Vistoria itinerante do Detran em Campos

Supremo confirma pensões para filhas de servidores civis solteiras e maiores de 21 anos

Desconto para previdência volta a ser de 11% assim que Estado do Rio for notificado de decisão

Café da Comunhão' leva a três pedidos de afastamento protocolados

Justiça determina bloqueio de R$ 22 milhões na conta da Prefeitura de Campos

Trânsito de Campos conta com agentes educadores em pontos estratégicos

Lava Jato deflagra no Rio desdobramento da ‘Operação Fatura Exposta’

Começa nesta quarta-feira 59ª ExpoAgro de Campos

Motorista de van protestam contra alteração prevista para o transporte alternativo

Júri do caso Patrícia Manhães será nesta quarta-feira

Eike Batista é condenado a 30 anos por corrupção e lavagem de dinheiro

Com quase 2 mil casos, Prefeitura decreta epidemia de Chikungunya em Campos

Supremo mantém fim do imposto sindical obrigatório

Alerj aprova reposição salarial de 5% para servidores do TJ-RJ, do MP e da Defensoria

STF manda inquéritos para Justiça Federal

AGORA É LEI: LINHAS TELEFÔNICAS DEVEM SER DESBLOQUEADAS EM ATÉ 24 HORAS APÓS PAGAMENTO

AGORA É LEI: SACOLAS PLÁSTICAS DESCARTÁVEIS SERÃO PROIBIDAS NO ESTADO

Prédio histórico no Centro de Campos ameaça desabar e trânsito é interditado nas imediações

Lula recorre contra decisão do TRF-4 que barrou recurso ao Supremo

Campos é a única cidade do Estado a ter autódromo

Brasil pode se tornar grande exportador de petróleo, diz executivo

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas