Logo ASP

Notícias



Caixa D’água: procurador de Justiça indicado por Rosinha e Garotinho não comparece a audiência

reprodução
Eduardo Gussem, procurador-geral de justiça informou que nunca teve qualquer relação com o casal

Eduardo Gussem, procurador-geral de justiça informou que nunca teve qualquer relação com o casal

Três das principais testemunhas arroladas pelas defesas Anthony Garotinho (PRP) e Rosinha Garotinho (Patriota) para depoimentos na ação penal resultante da Operação Caixa D’água não compareceram às oitivas marcadas para a tarde desta quarta-feira (16), no Fórum Maria Tereza Gusmão, em Campos. Tais testemunhas, a princípio, foram desconsideradas pelo juiz da 98ª Zona Eleitoral da cidade, Ralph Manhães, mas o Supremo tribunal Federal autorizou que elas fossem ouvidas. Uma delas informou desconhecer o motivo pelo qual foi apontado como testemunha, já que nunca manteve qualquer tipo de relação com os Garotinho.


Uma dessas testemunhas é procurador-geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Gussem. Sua assessoria informou que encaminhou ofício à 98ª Zona Eleitoral colocando-se à disposição para dar o seu depoimento pessoal por meio de carta precatória ou por videoconferência. No documento, Gussem informa sobre a impossibilidade de comparecer na data de 16 de maio por limitações de ordem médica.


“Eduardo Gussem esclarece que desconhece os motivos pelos quais foi arrolado como testemunha de defesa do casal Garotinho, no processo referente à Operação Caixa D’água. O procurador-geral de Justiça do Estado afirma que jamais manteve qualquer tipo de relacionamento com os ex-governadores Anthony e Rosinha Garotinho”, informou a assessoria do procurador-geral.


Também foi arrolado como testemunha de defesa o desembargador do Tribunal de Justiça do rio, José Carlos Paes. O desembargador informou, por telefone, que não virá a Campos e já enviou ofício com sua decisão ao juízo eleitoral responsável pela ação. Paes é presidente da 14ª Câmara Cível do TJ e vai presidir 32 processos na quarta-feira. Ele informou também que seu depoimento será feito por carta precatória.


Quem também não compareceu foi o procurador da República Eduardo El Hage.


Rosinha e Garotinho serão ouvidos pela Justiça no dia 5 de junho, às 13h. O depoimento deles seria no dia 18 de abril, mas foi adiado depois que eles chegaram ao fórum.


Caixa D’água – No dia 22 de novembro de 2017, a Polícia Federal prendeu Rosinha, Garotinho, Suledil Bernardino, Thiago Godoy, Ney Flores, Antônio Rodrigues, Fabiano Alonso e o policial civil aposentado Antônio Carlos Ribeiro. O esquema criminoso foi delatado pelo empresário André Luiz Rodrigues, o Deca à PF. Ele informou que Garotinho e seu grupo político solicitava dinheiro de empresários para financiamento de campanha eleitoral em troca de que a prefeitura de Campos – comandada pela mulher dele, Rosinha – pagaria a esses mesmos empresários os créditos que tinham com o poder público após prestação de serviços.

-------------------------------------------------
terceiravia
http://www.jornalterceiravia.com.br/2018/05/16/caixa-dagua-procurador-de-justica-indicado-por-rosinha-e-garotinho-nao-comparece-a-audiencia/

Mais Notícias

Empresa direcionou mais de R$ 10,8 milhões para o ex-presidente Michel Temer

Lava-Jato prende ex-presidente Michel Temer, Moreira Franco e operadores

Adolescente que planejava ataque a escola do Rio enviou mensagem dizendo integrar seita

Marielle é homenageada em murais de grafite ao redor do mundo

Tragédia em Suzano provoca consternação, autoridades se manifestam

Obra de modernização do aeroporto de Macaé é inaugurada

Prefeitura do Rio dará reajuste a quase 25 mil servidores de empresas públicas

Witzel diz que presos por assassinato de Marielle e Anderson poderão fazer delação premiada para apontar mandante

Programa de distribuição de óculos vai ser redirecionado a estudantes

Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir de hoje

No Dia Internacional da Mulher, acordo quer proteger mulheres de agressores

Violência doméstica é ato de covardia e precisa ser coibida, diz Moro

Blog dos Jornalistas: PGR pede prisão imediata de Paulo Feijó

Previdência: Bolsonaro pede sacrifício aos militares

DIÁRIO OFICIAL DO LEGISLATIVO DEIXARÁ DE SER IMPRESSO

Moradores do Volare aguardam autorização da defesa Civil para retornarem

Queiroz diz ao MP que usava salários para 'multiplicar base eleitoral' de Flávio Bolsonaro

INSS antecipa pagamento de benefícios a moradores de Brumadinho

MP entra com ação na Justiça para interditar Sambódromo às vésperas dos desfiles

PISO REGIONAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERÁ REAJUSTE DE 3,75%

Delações da OAS revelam pagamentos milionários a Cabral, Paes, Aécio, Serra e outros 17 políticos

Câmeras de reconhecimento facial começam a funcionar em Copacabana

Mais detalhes do Peugeot 208 foram revelados antes do Salão de Genebra 2019

Mourão defende volta da democracia na Venezuela sem “medida extrema”

STF julga na quarta-feira possibilidade de redução de salário e de jornada de servidores

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas