Logo ASP

Notícias



Aos 75 anos, um 'senhor' relógio na Central

Armando Paiva
O relógio da Central completa 75 anos em 2018 e será reformado

O relógio da Central completa 75 anos em 2018 e será reformado

Rio - Um dos mais imponentes quatro faces do planeta, o relógio do prédio da Central do Brasil, no Centro do Rio, completa 75 anos em 2018. Como presente de aniversário, a 'peça' passa pela maior reforma dos últimos 25 anos. A Secretaria Estadual de Segurança Pública, responsável pelo equipamento, que se transformou em um dos cartões-postais mais queridos da cidade, não divulgou o total de investimentos nas obras, com previsão de término em setembro.


As reformas incluem reforços em câmeras e alarmes, com o objetivo de evitar atos de vandalismo, como pichações. Também incluem melhorias nos controles interno e externo, que envolvem acionamentos elétricos e motorizados; melhorias do comando geral de engrenagens, separadas em cada um dos lados; e dos painéis de controle. Além disso, o subsistema de energia ganhou baterias.


Construído pela International Business Machines (IBM), uma empresa norte-americana voltada para a área de informática, o relógio da Central ocupa, a 110 metros de altura, cinco andares do Edifício Dom Pedro II, erguido em 1943. Cada face tem dez metros quadrados, entre o 21° e 26° andares da torre.Depois de ficar sem funcionar por aproximadamente um ano, por falta de manutenção e orçamento, o sistema voltou a marcar as horas corretas, em fase de testes, no mês passado. A notícia alegrou os admiradores mais velhos e boa parte dos mais de um milhão de trabalhadores que circulam por dia pela região e se orientam pelos gigantes ponteiros.


"A previsão é de voltar a funcionar plenamente em dois meses", diz trecho de nota da Seseg. A manutenção e reforma exigem mão de obra especializada e contam até com alpinistas. Só os ponteiros do 'senhor relógio' pesam, juntos, 452 quilos em cada lado. Os dos minutos têm 7,5 metros de comprimento e 270 quilos cada um. O das horas, 5,35 metros e 182 quilos.


Hoje, o engenheiro eletricista Célio Cairo Borges, 58 anos, é o responsável geral pela manutenção do equipamento, auxiliado pelo supervisor em sistemas Jorge Sebastião de Freitas, 60. De acordo com eles, as peças enormes do relógio não existem mais no mercado. Nem externo. Em caso de necessidade, relojoeiros têm que refazer o componente danificado, de forma manual.


"Existem coisas que podem esperar. Outras não, como o relógio da Central, que marca o tempo. E o tempo não para", comenta Célio. Assim como Jorge, ele era da antiga equipe técnica da então Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que foi responsável pelo relógio, tombado pelo Patrimônio Histórico e Cultural do Rio desde 1996.

-------------------------------------------------
odiaonline
https://odia.ig.com.br/rio-de-janeiro/2018/07/5560032-aos-75-anos-um-senhor-relogio-na-central.html

Mais Notícias

Cresce o número de famácias na cidade

PIS/Pasep: resgate começa nesta terça-feira para trabalhadores de todas as idades

Novo presidente assume Associação Comercial e Industrial de Campos

Câmara quer mudar regra de eleição em caso de impeachment do prefeito

TSE autoriza Forças Armadas nas eleições no Rio de Janeiro

Feira do Peixe nos Bairros acontece no Parque Santo Amaro nesta sexta (10) e sábado (11)

Exército e polícias ocupam área de conflito de Guarús em megaoperação

Merco Noroeste de Itaperuna fomenta a cadeia produtiva

Luto! Campeão do mundo com feito histórico morre em acidente automobilístico

Liberação de saques do PIS/Pasep começa amanhã para todas as idades

Polícia Militar retoma segurança na Uenf após cerca de um ano sem parceriat

Setor sulcroalcooleiro comemora boa produção

Passageiros elegem os melhores aeroportos do Brasil

Glaucenir será ouvido dia 7 no caso do áudio

Aluna do IFF conquista 1.º lugar em maratona de Empreendedorismo e Inovação

Unidade de tratamento de gás da Petrobras volta a operar em Macaé

Brasil terá aumento de mortes por onda de calor, afirma estudo

Base de Crivella enterra CPIs sobre Saúde na Câmara

Câmara aprova audiência pública sobre \"rombo\" de R$ 402 milhões ao Fundecam

Audiência Pública sobre Porto de Jaconé lota Alerj e vai para plenário

Saiba como evitar a infestação de piolhos nas voltas às aulas

Governo autoriza implantação de Usina Termelétrica Porto do Açu III

Governo do Rio divulga regras de recenseamento e prova de vida de servidores estaduais

Campos recebe maior evento de mercado imobiliário e construção civil do RJ

Rio aponta prejuízo de R$ 2,89 bilhões caso STF não valide taxa de 14% sobre servidores

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas