Logo ASP

Notícias



Exército e polícias ocupam área de conflito de Guarús em megaoperação

Operação Integração reúne forças de segurança nacional

Operação Integração reúne forças de segurança nacional

As forças de segurança nacional ocuparam Guarus na manhã desta quinta-feira (9). Cerca de 800 homens das Forças Armadas e das polícias Militar, Civil, Rodoviária e Rodoviária Federal realizam uma megaoperação, batizada de Integração, em cinco comunidades do subdistrito de Campos (Parque Eldorado I e II, Parque Santa Rosa, Parque Santa Clara e Parque Prazeres, que têm cerca de 15 mil habitantes), em uma região já conhecida como "Faixa de Gaza", onde os moradores vivem reféns do tráfico de drogas. A área é comparada à Síria, devido aos confrontos quase diários de facções rivais e tentativas de invasões na disputa de território para o comércio ilegal de entorpecentes. Militares do Corpo de Bombeiros participaram em patrulhamento aquático pelo rio. Até o momento, 20 pessoas foram presas. Foram retomadas 55 de casas de moradores da área que haviam sido expulsos.  


As Forças Armadas estão patrulhando o entorno, atuando no isolamento e controle do perímetro externo, enquanto a Polícia Militar atua no interior das comunidades. A Polícia Civil cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão. Já a Polícia Rodoviária atua no bloqueio e controle do tráfego das rodovias federais que cortam essas regiões. Os militares e policiais civis também estão revistando pessoas e veículos, checando antecedentes criminais e removendo barricadas erguidas por criminosos. 


Durante a Operação Integração, policiais civis resgataram uma adolescente de 16 anos que, na última semana, havia sido raptada pelo namorado. A vítima foi retirada do Sovaco da Cobra, no Sapo II, e levada para a comunidade do Sapo III, no bairro Eldorado. No momento da revista, no local em que a jovem foi encontrada, os agentes apreenderam 14 tabletes de cocaína e um sacolé da mesma droga, dois carregadores de pistola e uma espingarda calibre 12. 


Por meio de nota, a assessoria de comunicação do Comando Militar do Leste informou que a operação foi deflagrada em "apoio à Secretaria de Estado de Segurança e no contexto das medidas implementadas pela intervenção federal na Segurança Pública".


Junto às forças de segurança, agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPR) também atuam na Operação Integração. Segundo o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com o pedido do Gaeco, acatado pela 1ª Vara Criminal de Campos, as habitações dos bairros ocupados nesta manhã foram invadidas por traficantes de drogas da região, que expulsaram os moradores com o objetivo de implementar, nestas localidades, redutos para depósito de armas e de drogas, ponto de venda de entorpecentes e abrigo dos seus comparsas.


"Como a grande maioria dos moradores que tiveram suas casas invadidas não prestou queixa às autoridades policiais, com medo de represálias, o Gaeco/MPRJ oficiou à secretaria municipal de Desenvolvimento Humano e Social de Campos solicitando a listagem dos logradouros referentes às casas invadidas, afim de que o Poder Público pudesse agir em prol das famílias prejudicadas", informou o MPRJ em nota.


Durante a ação, funcionários da concessionária local de energia elétrica estão aproveitando para identificar e eliminar ligações clandestinas de luz. 


 

-------------------------------------------------
folha1
http://www.folha1.com.br/_conteudo/2018/08/geral/1237327-exercito-e-policias-ocupam-area-de-conflito-de-guarus-em-megaoperacao.html

Mais Notícias

Justiça decide que Detran pode cobrar taxa para licenciamento de veículos

Prefeitura publica nova data para licitação do Autódromo de Deodoro

Ex-secretário da Casa Civil do Rio, Régis Fichtner é preso pela PF

Velório de Bibi Ferreira no Theatro Municipal será aberto ao público

Termina nesta quinta-feira prazo de inscrição para o Fies

Anvisa proíbe venda de lotes de frango da Perdigão

Vale sabia de riscos em Brumadinho e projetou até número de mortes

Réu na Lava Jato, Collor presta depoimento no STF

Bolsonaro recebe alta e deixa hospital em São Paulo

Vereador em São Francisco de Itabapoana, Jarédio Azevedo é preso em Campos

Juiz Heitor Campinho assume cargo como diretor do Fórum de Campos

Justiça do Rio condena Pezão a perda dos direitos políticos por 5 anos e multa por irregularidades na Saúde

Órgãos de segurança farão hoje vistoria detalhada no Ninho do Urubu

Boechat, um jornalista de estilo próprio marcado pelo humor ácido

“Pretendo convocar 190 servidores aprovados no último concurso”, diz presidente do TJRJ

MPRJ recorre da decisão que livra Estado do Rio da responsabilidade por lotação em unidade prisional em Campos

Multa trabalhista da Prefeitura será revertida para reforma da 146ª DP

Sobe para seis o número de mortos devido ao temporal no Rio

Temperatura média da Terra em 2018 foi a 4ª mais alta já registrada

Veja os 5 carros híbridos mais sustentáveis à venda no Brasil em 2019

Instituto Inhotim, em Brumadinho, vai reabrir no próximo sábado

Corrupção e lavagem de dinheiro. Lula da Silva condenado a 12 anos de prisão

Alcolumbre pede investigação de fraude da eleição da Mesa

Alunos da Firjan Senai Campos participam do projeto Cubes in Space em parceria com NASA

Letalidade policial pode subir com proposta de Moro, apontam especialistas

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas