Logo ASP

Notícias



Exército e polícias ocupam área de conflito de Guarús em megaoperação

Operação Integração reúne forças de segurança nacional

Operação Integração reúne forças de segurança nacional

As forças de segurança nacional ocuparam Guarus na manhã desta quinta-feira (9). Cerca de 800 homens das Forças Armadas e das polícias Militar, Civil, Rodoviária e Rodoviária Federal realizam uma megaoperação, batizada de Integração, em cinco comunidades do subdistrito de Campos (Parque Eldorado I e II, Parque Santa Rosa, Parque Santa Clara e Parque Prazeres, que têm cerca de 15 mil habitantes), em uma região já conhecida como "Faixa de Gaza", onde os moradores vivem reféns do tráfico de drogas. A área é comparada à Síria, devido aos confrontos quase diários de facções rivais e tentativas de invasões na disputa de território para o comércio ilegal de entorpecentes. Militares do Corpo de Bombeiros participaram em patrulhamento aquático pelo rio. Até o momento, 20 pessoas foram presas. Foram retomadas 55 de casas de moradores da área que haviam sido expulsos.  


As Forças Armadas estão patrulhando o entorno, atuando no isolamento e controle do perímetro externo, enquanto a Polícia Militar atua no interior das comunidades. A Polícia Civil cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão. Já a Polícia Rodoviária atua no bloqueio e controle do tráfego das rodovias federais que cortam essas regiões. Os militares e policiais civis também estão revistando pessoas e veículos, checando antecedentes criminais e removendo barricadas erguidas por criminosos. 


Durante a Operação Integração, policiais civis resgataram uma adolescente de 16 anos que, na última semana, havia sido raptada pelo namorado. A vítima foi retirada do Sovaco da Cobra, no Sapo II, e levada para a comunidade do Sapo III, no bairro Eldorado. No momento da revista, no local em que a jovem foi encontrada, os agentes apreenderam 14 tabletes de cocaína e um sacolé da mesma droga, dois carregadores de pistola e uma espingarda calibre 12. 


Por meio de nota, a assessoria de comunicação do Comando Militar do Leste informou que a operação foi deflagrada em "apoio à Secretaria de Estado de Segurança e no contexto das medidas implementadas pela intervenção federal na Segurança Pública".


Junto às forças de segurança, agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPR) também atuam na Operação Integração. Segundo o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, de acordo com o pedido do Gaeco, acatado pela 1ª Vara Criminal de Campos, as habitações dos bairros ocupados nesta manhã foram invadidas por traficantes de drogas da região, que expulsaram os moradores com o objetivo de implementar, nestas localidades, redutos para depósito de armas e de drogas, ponto de venda de entorpecentes e abrigo dos seus comparsas.


"Como a grande maioria dos moradores que tiveram suas casas invadidas não prestou queixa às autoridades policiais, com medo de represálias, o Gaeco/MPRJ oficiou à secretaria municipal de Desenvolvimento Humano e Social de Campos solicitando a listagem dos logradouros referentes às casas invadidas, afim de que o Poder Público pudesse agir em prol das famílias prejudicadas", informou o MPRJ em nota.


Durante a ação, funcionários da concessionária local de energia elétrica estão aproveitando para identificar e eliminar ligações clandestinas de luz. 


 

-------------------------------------------------
folha1
http://www.folha1.com.br/_conteudo/2018/08/geral/1237327-exercito-e-policias-ocupam-area-de-conflito-de-guarus-em-megaoperacao.html

Mais Notícias

Estimativa para a inflação deste ano sobe para 4,28% e a do PIB cai para 1,35%

Importunação sexual vira crime com pena de até 5 anos de prisão

Postura notifica mais 70 proprietários para limpeza de imóveis

ARÁBIA SAUDITA TEM PRIMEIRA MULHER COMO ÂNCORA DE TELEJORNAL NOTURNO

Investimentos em novos negócios

SFI CONTRA O FECHAMENTO DO FÓRUM

Ministério Público impugna 749 candidaturas com base na Ficha Limpa

Advogados fazem ato em defesa das prerrogativas da classe

Toffoli diz que urna eletrônica é segura e defende a Lava Jato

Servidores públicos poderão reduzir jornada de trabalho

TSE autoriza apoio das forças federais em 41 municípios do Estado do Rio

Justiça nega pedido de teste de insanidade mental de agressor de Bolsonaro

Posturas faz nova notificação a donos de terrenos abandonados

Mais segurança na BR é pedida

TRF2 determina à PF condução coercitiva de Garotinho

Lei que estendia efeitos de ações judiciais a servidores é inconstitucional, reforça TJ-RJ

Justiça eleitoral afasta vereador de São Francisco de Itabapoana por 180 dias

Bombeiros concluem que Museu Nacional estava irregular quanto à segurança contra incêndio

TRF-2 mantém condenação e aumenta a pena de Garotinho por formação de quadrilha

Fogo no Museu pode ter sido causado por balão ou curto-circuito, diz ministro

Guarus Plaza Shopping: pedra fundamental é lançada nesta negunda

Seca do Paraíba é a mais longa em 85 anos

Ex-secretário de Saúde de Cabral, Sérgio Côrtes, volta a ser preso na Lava Jato

Agentes comunitários da saúde em protesto em frente à Câmara

INSS: lei garante salário-maternidade para homens em casos de adoção

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas