Logo ASP

Notícias



Witzel e Paes são favoráveis a ‘testes de integridade’ sobre servidores públicos

Foto Marcos de Paula / Agencia
RI - Rio de Janeiro (RJ) - 21/09/2018 - Fotos exclusivas para o Caderno Reage Rio sobre violencia. Na foto, Policiais militares fazem patrulhamento ao lado da cabina reativada na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro

RI - Rio de Janeiro (RJ) - 21/09/2018 - Fotos exclusivas para o Caderno Reage Rio sobre violencia. Na foto, Policiais militares fazem patrulhamento ao lado da cabina reativada na Praça Seca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro

Presente na lista de propostas de Wilson Witzel (PSC) e Eduardo Paes (DEM), o “teste de integridade” de servidores públicos poderá ser adotado pelo próximo governador do Estado. Os candidatos que disputam o segundo turno da eleição para o Palácio Guanabara já externaram o desejo de colocar o agente público em uma situação que não esteja de acordo com as leis da administração, o que resultaria em, no mínimo, um processo administrativo, que poderia resultar na expulsão do funcionário.


Em seu plano de governo, Witzel cita três protocolos de controle para regular a honestidade dos servidores. Ele aponta, em primeiro lugar, a adoção do “teste de honestidade”, com a aplicação de processos administrativos caso o funcionário cometa alguma infração. As outras duas medidas são a adoção de um “manual de conduta” do servidor e a criação de uma corregedoria dentro da Controladoria Geral do Estado (CGE-RJ).


Paes, por sua vez, reforçou sua intenção de adotar o “teste de integridade” para verificar se existe alguma prática de infração contra a administração. O candidato promete, também, outras medidas para monitorar os agentes públicos.


— Vou criar a Secretaria de Integridade Pública e um Disque-Denúncia da Corrupção. É preciso acompanhar como aquela pessoa vive. Vamos estabelecer metas, como alcançar o primeiro lugar do ranking de transparência do Ministério Público Federal no primeiro ano de governo — avaliou Paes.


MP idealizou medida contra a corrupção


Em março de 2016, o Ministério Público Federal apresentou documento contendo dez propostas contra a corrupção. Entre as ideias consta a realização do “teste de integridade”, simulando situações para avaliar a honestidade de agentes públicos, em especial os servidores da área de Segurança Pública.


O documentou resultou na elaboração de um projeto de lei, protocolado na Câmara dos Deputados. Após modificações, o texto foi aprovado em novembro de 2016. No Senado, porém, o texto segue parado. O “teste de integridade”, por sinal, divide juristas quanto a sua legalidade, por encenar uma situação contrária ao servidor.

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com/emprego/servidor-publico/witzel-paes-sao-favoraveis-testes-de-integridade-sobre-servidores-publicos-23144524.html

Mais Notícias

Empresa direcionou mais de R$ 10,8 milhões para o ex-presidente Michel Temer

Lava-Jato prende ex-presidente Michel Temer, Moreira Franco e operadores

Adolescente que planejava ataque a escola do Rio enviou mensagem dizendo integrar seita

Marielle é homenageada em murais de grafite ao redor do mundo

Tragédia em Suzano provoca consternação, autoridades se manifestam

Obra de modernização do aeroporto de Macaé é inaugurada

Prefeitura do Rio dará reajuste a quase 25 mil servidores de empresas públicas

Witzel diz que presos por assassinato de Marielle e Anderson poderão fazer delação premiada para apontar mandante

Programa de distribuição de óculos vai ser redirecionado a estudantes

Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir de hoje

No Dia Internacional da Mulher, acordo quer proteger mulheres de agressores

Violência doméstica é ato de covardia e precisa ser coibida, diz Moro

Blog dos Jornalistas: PGR pede prisão imediata de Paulo Feijó

Previdência: Bolsonaro pede sacrifício aos militares

DIÁRIO OFICIAL DO LEGISLATIVO DEIXARÁ DE SER IMPRESSO

Moradores do Volare aguardam autorização da defesa Civil para retornarem

Queiroz diz ao MP que usava salários para 'multiplicar base eleitoral' de Flávio Bolsonaro

INSS antecipa pagamento de benefícios a moradores de Brumadinho

MP entra com ação na Justiça para interditar Sambódromo às vésperas dos desfiles

PISO REGIONAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERÁ REAJUSTE DE 3,75%

Delações da OAS revelam pagamentos milionários a Cabral, Paes, Aécio, Serra e outros 17 políticos

Câmeras de reconhecimento facial começam a funcionar em Copacabana

Mais detalhes do Peugeot 208 foram revelados antes do Salão de Genebra 2019

Mourão defende volta da democracia na Venezuela sem “medida extrema”

STF julga na quarta-feira possibilidade de redução de salário e de jornada de servidores

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas