Logo ASP

Notícias



AGORA É LEI: PARCELA DO IMPOSTO DE RENDA RETIDA PELO ESTADO SERÁ UTILIZADA PARA REPOR DÉFICIT DO RIOPREVIDÊNCIA

Divulgação Internet

O Rioprevidência vai ganhar novas receitas. A determinação é da Lei 8146/18, de autoria dos deputados André Ceciliano (PT), Luiz Paulo (PSDB) e Paulo Ramos (PDT). A proposta foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão e publicada no Diário Oficial desta terça-feira (30/10).


A norma vincula a parcela do Imposto de Renda (IR) descontada dos servidores públicos estaduais ao caixa do Fundo Único de Previdência Social do Estado (Rioprevidência), alterando a Lei 3.189/99, que criou o fundo. Agora os valores serão repassados do Tesouro Estadual diretamente ao órgão.


De acordo com o deputado Luiz Paulo, o objetivo é diminuir o déficit do Rioprevidência, que apresenta rombo de R$ 11 bilhões, segundo dados de 2017. “Qualquer recurso será um avanço. Com essa receita, podemos ter mais garantia de pagamento da folha e diminuir o déficit”, afirma o parlamentar. O total de IR descontado dos funcionários públicos estaduais é de cerca de R$ 3,8 bilhões ao ano.


Segundo o deputado, a constitucionalidade do projeto está garantida pelo artigo 249 da Constituição Federal, visto tratar-se de uma transferência da União para o Estado. “Embora o Imposto de Renda seja de competência da União, a Constituição Federal prevê que o ente da federação que efetua o recolhimento do tributo na fonte tenha direito ao produto da arrecadação”, explica.


Presidente interino da Alerj, o deputado André Ceciliano reitera os argumentos do deputado Luiz Paulo e lembra que a norma irá se somar à Lei 8123/18, sancionada no dia 4 de outubro, que tem o mesmo objetivo: reduzir o déficit do Rioprevidência. “A lei que entra em vigor a partir de janeiro do ano que vem destinará recursos de compensações da Lei Kandir para suprir esse déficit. A diferença para esta sancionada hoje é que são recursos novos, que ainda não compõem as receitas do Estado”, afirma Ceciliano.


"O objetivo da lei é capitalizar e minorar a situação caótica em que passa o Rioprevidência com o aumento de receita", diz o deputado Paulo Ramos que explica que a constitucionalidade da norma está garantida no artigo 249 da Constituição Federal.


Veto


O governador vetou o artigo número 2 do projeto, portanto, a lei não entrará em vigor na data da sua publicação. Segundo Pezão, ao entrar em vigor imediatamente, a medida causaria impacto financeiro de aproximadamente R$ 280 milhões de déficit em virtude da frustração de receitas que seriam repassadas pelo Rioprevidência.


A lei começa a vigorar em todo o estado em 45 dias, o que segundo o governador, permitirá ao Tesouro Estadual adaptar seu fluxo de caixa à nova realidade.

-------------------------------------------------
ALERJRJ
http://www.alerj.rj.gov.br/Visualizar/Noticia/44390

Mais Notícias

Adolescente que planejava ataque a escola do Rio enviou mensagem dizendo integrar seita

Marielle é homenageada em murais de grafite ao redor do mundo

Tragédia em Suzano provoca consternação, autoridades se manifestam

Obra de modernização do aeroporto de Macaé é inaugurada

Prefeitura do Rio dará reajuste a quase 25 mil servidores de empresas públicas

Witzel diz que presos por assassinato de Marielle e Anderson poderão fazer delação premiada para apontar mandante

Programa de distribuição de óculos vai ser redirecionado a estudantes

Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir de hoje

No Dia Internacional da Mulher, acordo quer proteger mulheres de agressores

Violência doméstica é ato de covardia e precisa ser coibida, diz Moro

Blog dos Jornalistas: PGR pede prisão imediata de Paulo Feijó

Previdência: Bolsonaro pede sacrifício aos militares

DIÁRIO OFICIAL DO LEGISLATIVO DEIXARÁ DE SER IMPRESSO

Moradores do Volare aguardam autorização da defesa Civil para retornarem

Queiroz diz ao MP que usava salários para 'multiplicar base eleitoral' de Flávio Bolsonaro

INSS antecipa pagamento de benefícios a moradores de Brumadinho

MP entra com ação na Justiça para interditar Sambódromo às vésperas dos desfiles

PISO REGIONAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERÁ REAJUSTE DE 3,75%

Delações da OAS revelam pagamentos milionários a Cabral, Paes, Aécio, Serra e outros 17 políticos

Câmeras de reconhecimento facial começam a funcionar em Copacabana

Mais detalhes do Peugeot 208 foram revelados antes do Salão de Genebra 2019

Mourão defende volta da democracia na Venezuela sem “medida extrema”

STF julga na quarta-feira possibilidade de redução de salário e de jornada de servidores

Butantan vai doar 1 milhão de doses de vacina para a Venezuela

Colecionador brasiliense doa 2 mil insetos ao Museu Nacional do Rio

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas