Logo ASP

Notícias



Prefeitura de Campos reassume terreno da antiga fábrica de macarrão

Jean Barreto

A Prefeitura de Campos obteve a reintegração de posse de um terreno de 87.551,13 m2, na localidade de Baixa Grande, que era ocupado desde 2004 pela Duvêneto Indústria de Alimentos Ltda. Na manhã desta segunda-feira (5), representantes da Procuradoria Geral do Município e do Fundecam, acompanhados por um oficial de justiça e uma equipe da Guarda Civil Municipal, estiveram no local para cumprir a decisão.


A Duvêneto construiu no terreno uma fábrica de macarrão e biscoito, utilizando recursos do Fundecam; mas fechou as portas sem pagar a dívida, que, em valores atualizados, chega a R$ 95 milhões. Além do financiamento, a indústria havia se beneficiado da cessão de posse da área, graças a uma lei aprovada pela Câmara Municipal em 2007. Essa doação, no entanto, nunca chegou a ser formalizada pelo Poder Executivo. A reintegração da área foi concedida pelo juiz titular da 4ª Vara Cível de Campos, Rubens Soares Sá Viana Júnior.


“A partir de agora, a responsabilidade é do município, que retomou sua propriedade para lhe dar a destinação que melhor convier”, disse a subprocuradora adjunta do Município, Tainá de Oliveira Inácio Emmanuel, que esteve no local e constatou as condições precárias em que a fábrica foi deixada.


Segundo ela, será difícil o município recuperar o dinheiro financiado, uma vez que a empresa está em processo de falência no estado do Espírito Santo e o maquinário instalado em Baixa Grande se encontra em processo avançado de deterioração.


A Duvêneto firmou contrato com o Fundecam em 26 de fevereiro de 2004, com um financiamento inicial de R$ 4,6 milhões. mesmo não tendo pago nenhuma parcela desse empréstimo, conseguiu diversos aditivos, com a liberação de valores que chegaram a R$ 22,6 milhões. Atualizada, esta dívida chega a R$ 95 milhões. A empresa fechou as portas em 2008 sem pagar a dívida, que está sendo executada judicialmente desde 2010. Os devedores não foram encontrados.


No início de 2017, atendendo a uma determinação do prefeito Rafael Diniz, a Procuradoria Geral do Município intensificou os esforços para cobrança desta e de outras dívidas deixadas por empresas que receberam financiamento do Fundecam no passado e não pagaram. Em valores atuais, a dívida ajuizada dessas empresas chega a R$ 445 milhões.


“Essa reintegração de posse é emblemática, porque a fábrica de macarrão representou o descaso com o dinheiro público ocorrido em gestões anteriores”, comentou o superintendente do Fundecam, Rodrigo Lira. “Nós estamos reinventando o Fundecam e a gestão pública, tentando recuperar este dinheiro para revertê-lo em benefício de quem verdadeiramente precisa e merece, que é o pequeno empreendedor. É ele quem gera a maior parte dos empregos”.

-------------------------------------------------
terceiraviaonline
http://www.jornalterceiravia.com.br/2018/11/06/prefeitura-de-campos-reassume-terreno-da-antiga-fabrica-de-macarrao/

Mais Notícias

AGORA É LEI: CAMPANHA ALERTA SOBRE ABANDONO DE VULNERÁVEL DENTRO DE VEÍCULOS

MPF pede suspensão urgente de etapa de concurso da Polícia Rodoviária Federal

"O Rei Leão" estreia nesta quinta (18) no Kinoplex

Servidores do TJ-RJ vão receber parcela do 13º salário até o dia 30

A tríplice que fez muita gente sonhar nos anos 80. E a moda desses colecionáveis só aumenta com o tempo. Veja como...

RADARES NA RODOVIA AMARAL PEIXOTO SERÃO DESLIGADOS EM CUMPRIMENTO A LEI DA ALERJ

Abigail Disney afirmou que se infiltrou em um dos parques temáticos...

Empresa de Gás recebe todos os equipamentos de grande porte para conclusão da primeira térmica no Porto do Açu

Volkswagen Tiguan R-Line chega com preparação Oettinger de 280 cv 0

Porto do Açu vai além da Bacia de Campos

TJRJ suspende decisão de desembargadora e Garotinho deverá usar tornozeleira

TJ-RJ analisa na segunda-feira ação que pode resultar em demissão de agentes de Educação Infantil

Caiu! WhatsApp, Facebook, Twitter e Instagram ficam instáveis nesta quarta...

Conheça 5 acessórios perigosos que você deveria evitar

AGORA É LEI: CERTIDÕES EMITIDAS PELAS COMPANHIAS DE HABITAÇÃO DOS MUNICÍPIOS SERÃO GRATUITAS

Ompetro vai a Rodrigo Maia por apoio contra redistribuição de royalties

Arquiteta campista é premiada nacionalmente

Delaçãol envolve Garotinho

Estado: sem reajuste há cinco anos, servidores estão com defasagem salarial de 30%

Guedes critica recuos no parecer da reforma: "Podem abortar a nova Previdência"

STF adia votação de ação que pode fixar data-base para reajuste salarial de servidores

Previdência: abono do PIS/Pasep será concedido para quem ganha até R$ 1.300

Telegram é alvo de ciberataque DDoS; usuários do Brasil estão entre mais afetados

Após três casos de meningite e uma morte, presidários de Campos serão transferidos para Itaperuna

Lava Jato não é suscetível de qualquer retrocesso, diz Fachin

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas