Logo ASP

Notícias



Empresa que atua em Campos é investigada

Uma das empresas que fornece a merenda escolar para Campos, a Casa de Farinha S/A, foi alvo de uma operação da Polícia Civil de Pernambuco por suspeita de fraude em licitações em diversas cidades pernambucanas. Na semana passada, o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE/PE) determinou que a investigação sobre o contrato da empresa com o Governo do Estado fosse ampliada. Em nota, a Prefeitura campista informou que vai monitorar as ações, principalmente, em relação à execução do contrato no município.


No mês passado, a Polícia Civil de Pernambuco deflagrou a operação Casa de Farinha contra quadrilhas envolvidas em crimes em licitações para compra de merenda escolar para prefeituras do estado. Foram emitidos mandados de prisão contra uma funcionária da empresa e dois proprietários.


Segundo a denúncia, a polícia recebeu a informação de que uma empresa do Paraná conseguiu enviar um representante ao auditório onde seria realizado o pregão. No local, dois homens teriam abordado esse funcionário. De acordo com os documentos, os homens teriam dito para não participar da licitação, pois o resultado do pregão já estaria combinado previamente.


A licitação foi vencida pela Casa de Farinha e depois suspensa pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE).


Em nota, a Prefeitura de Campos informou que “nenhuma empresa foi contratada estando impedida de participar do processo de licitação. A empresa participou do trâmite atendendo toda a legislação pertinente ao certame e à contratação e, na ocasião, não havia nada contra a mesma, pois é feita a consulta e verificação de toda documentação. A operação foi posterior à licitação realizada em Campos, onde o contrato vem sendo cumprido regularmente”.


A Prefeitura também esclareceu, pela nota, que “vai monitorar as ações, principalmente, em relação à execução do contrato no município”. E concluiu: “A contratação de empresa para fornecimento de merenda escolar, que inclui preparo da merenda com o fornecimento de todos os gêneros e demais insumos, além de distribuição e contratação de funcionários, foi dividida em três lotes e a Casa de Farinha foi a vencedora de um deles. Campos conta com 239 unidades da rede municipal de ensino, onde estudam cerca de 55 mil alunos”.

-------------------------------------------------
folha1
http://www.folha1.com.br/_conteudo/2018/11/politica/1241588-empresa-que-atua-em-campos-e-investigada.html

Mais Notícias

Empresa direcionou mais de R$ 10,8 milhões para o ex-presidente Michel Temer

Lava-Jato prende ex-presidente Michel Temer, Moreira Franco e operadores

Adolescente que planejava ataque a escola do Rio enviou mensagem dizendo integrar seita

Marielle é homenageada em murais de grafite ao redor do mundo

Tragédia em Suzano provoca consternação, autoridades se manifestam

Obra de modernização do aeroporto de Macaé é inaugurada

Prefeitura do Rio dará reajuste a quase 25 mil servidores de empresas públicas

Witzel diz que presos por assassinato de Marielle e Anderson poderão fazer delação premiada para apontar mandante

Programa de distribuição de óculos vai ser redirecionado a estudantes

Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir de hoje

No Dia Internacional da Mulher, acordo quer proteger mulheres de agressores

Violência doméstica é ato de covardia e precisa ser coibida, diz Moro

Blog dos Jornalistas: PGR pede prisão imediata de Paulo Feijó

Previdência: Bolsonaro pede sacrifício aos militares

DIÁRIO OFICIAL DO LEGISLATIVO DEIXARÁ DE SER IMPRESSO

Moradores do Volare aguardam autorização da defesa Civil para retornarem

Queiroz diz ao MP que usava salários para 'multiplicar base eleitoral' de Flávio Bolsonaro

INSS antecipa pagamento de benefícios a moradores de Brumadinho

MP entra com ação na Justiça para interditar Sambódromo às vésperas dos desfiles

PISO REGIONAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERÁ REAJUSTE DE 3,75%

Delações da OAS revelam pagamentos milionários a Cabral, Paes, Aécio, Serra e outros 17 políticos

Câmeras de reconhecimento facial começam a funcionar em Copacabana

Mais detalhes do Peugeot 208 foram revelados antes do Salão de Genebra 2019

Mourão defende volta da democracia na Venezuela sem “medida extrema”

STF julga na quarta-feira possibilidade de redução de salário e de jornada de servidores

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas