Logo ASP

Notícias



Senado avança em proposta que libera uso medicinal da maconha

Divulgação / PF
Proposta livera cultivo  Cannabis sativa para uso terapêutico

Proposta livera cultivo Cannabis sativa para uso terapêutico

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou, nesta quarta-feira (28), um substitutivo da senadora Marta Suplicy (sem partido – SP) ao Projeto de Lei do Senado 514/2017 que libera o uso medicinal da maconha. Antes de vigorar, a matéria tem longo caminho pela frente, já que precisa ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e, depois, pelo plenário do Senado. Caso vencidas as etapas com sucesso, o texto será enviado para a Câmara dos Deputados.


A proposta relatada pela senadora Marta Suplicy (sem partido-SP) descriminaliza o semeio, o cultivo e a colheita de Cannabis sativa para uso terapêutico pessoal em quantidade não maior que a suficiente ao tratamento segundo a prescrição médica. O substitutivo  também altera a Lei de Antidrogas (Lei 11.343, de 2006) e passa a liberar o acesso à Cannabis para associações de pacientes ou familiares de pacientes criadas especificamente com esta finalidade.


Sob os olhares de 10 famílias com pacientes que dependem da substância e que acompanharam a votação, a senadora destacou que, a partir do uso da substância, foi possível perceber melhora importante em pacientes com autismo, epilepsia, Alzheimer, Parkinson, nas dores crônicas e nas neuropatias. “ O tratamento reduz o sofrimento não só dos pacientes, mas também dos familiares”, ressaltou.


Segundo Marta, a aprovação da proposta representa um passo importante de compreensão do ser humano.. “É um passo maior do que pensar em burocracia e fiscalização de maconha”, afirmou.


Em defesa da proposta, os senadores Humberto Costa (PT-PE), Waldemir Moka (MDB -MS ) e Lídice da Mata ( PSB - BA) destacaram que não dá para esperar que o Sistema Único de Saúde (SUS) dê acesso às famílias a esse tipo de medicação, que tem custo muito elevado,. Para eles, o Parlamento tem obrigação de facilitar esse processo para melhorar a qualidade de vida dos pacientes.


Divergência


O senador Eduardo Amorim (PSDB-SE), que também é médico, disse que apesar de reconhecer a importância da Cannabis para a produção de medicamentos, declarou voto contrário, insistindo que o Sistema Único de Saúde poderia disponibilizar o medicamento para esses pacientes. “Minha preocupção não tem a ver com os benefícios, minha preocupação é que cada casa seja liberda para plantio e seja trasformada em um laboratório de entorpecente de forma descontrolada”, justifica, acrescentando a falta de controle que pode ser gerará em torno da permissão. O senador Sérgio Petecão (PSD-AC) também votou contra a proposta.

-------------------------------------------------
agenciabrasilonline
http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2018-11/senado-avanca-em-proposta-que-libera-uso-medicinal-da-maconha

Mais Notícias

Empresa direcionou mais de R$ 10,8 milhões para o ex-presidente Michel Temer

Lava-Jato prende ex-presidente Michel Temer, Moreira Franco e operadores

Adolescente que planejava ataque a escola do Rio enviou mensagem dizendo integrar seita

Marielle é homenageada em murais de grafite ao redor do mundo

Tragédia em Suzano provoca consternação, autoridades se manifestam

Obra de modernização do aeroporto de Macaé é inaugurada

Prefeitura do Rio dará reajuste a quase 25 mil servidores de empresas públicas

Witzel diz que presos por assassinato de Marielle e Anderson poderão fazer delação premiada para apontar mandante

Programa de distribuição de óculos vai ser redirecionado a estudantes

Venda de 46 planos de saúde está proibida a partir de hoje

No Dia Internacional da Mulher, acordo quer proteger mulheres de agressores

Violência doméstica é ato de covardia e precisa ser coibida, diz Moro

Blog dos Jornalistas: PGR pede prisão imediata de Paulo Feijó

Previdência: Bolsonaro pede sacrifício aos militares

DIÁRIO OFICIAL DO LEGISLATIVO DEIXARÁ DE SER IMPRESSO

Moradores do Volare aguardam autorização da defesa Civil para retornarem

Queiroz diz ao MP que usava salários para 'multiplicar base eleitoral' de Flávio Bolsonaro

INSS antecipa pagamento de benefícios a moradores de Brumadinho

MP entra com ação na Justiça para interditar Sambódromo às vésperas dos desfiles

PISO REGIONAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TERÁ REAJUSTE DE 3,75%

Delações da OAS revelam pagamentos milionários a Cabral, Paes, Aécio, Serra e outros 17 políticos

Câmeras de reconhecimento facial começam a funcionar em Copacabana

Mais detalhes do Peugeot 208 foram revelados antes do Salão de Genebra 2019

Mourão defende volta da democracia na Venezuela sem “medida extrema”

STF julga na quarta-feira possibilidade de redução de salário e de jornada de servidores

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas