Logo ASP

Notícias



Petrobras altera política de preço do diesel e anuncia 'cartão caminhoneiro'

Reuters
Petrobras: mudança da empresa na periodicidade de reajustes do óleo diesel e criação do cartão vêm após o surgimento de rumores de que os caminhoneiros estariam organizando nova paralisação

Petrobras: mudança da empresa na periodicidade de reajustes do óleo diesel e criação do cartão vêm após o surgimento de rumores de que os caminhoneiros estariam organizando nova paralisação

A diretoria executiva da Petrobras aprovou alteração na política de preços do óleo diesel em suas refinarias. A partir de agora, os preços do combustível passarão a sofrer alterações, no mínimo, a cada 15 dias. Atualmente, os reajustes chegam a ser até diários. Além disso, a estatal informou que está criando um "cartão caminhoneiro", cujo objetivo é amenizar a volatilidade no valor do combustível.


A mudança na periodicidade de reajustes do óleo diesel e a criação do cartão vêm após o surgimento de rumores de que os caminhoneiros estariam organizando uma nova paralisação. Os rumores, porém, eram de que a greve seria menor do que a ocorrida entre o fim de maio e o início de junho de 2018.


Demanda de caminhoneiros


Uma das principais queixas da categoria é a volatilidade no preço do diesel. Os caminhoneiros argumentam que aceitam um frete com o preço do diesel a um valor e muitas vezes, antes mesmo de concluírem a entrega, o custo do combustível já subiu.


Após um período em que o preço do diesel ficou relativamente estável, como resultado de um acordo entre o governo do ex-presidente Michel Temer e os caminhoneiros para encerrar a greve do ano passado, o valor do combustível nas refinarias já subiu 15,6% este ano.


Na primeira semana de janeiro, a Petrobras cobrava nas refinarias R$ 1,854 por litro. No dia 25 de março, o preço estava a R$ 2,143.


Nas bombas, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), a alta foi menor, de 3,2%. No início do ano o combustível era vendido para o os motoristas, na média nacional, a R$ 3,43. Agora, a faixa de preço é de R$ 3,54.


O acordo negociado entre Temer e os caminhoneiros previa que o governo arcaria com um subsídio de até R$ 0,30 por litro, além de descontos na Cide, imposto que incide no combustível, para garantir um preço menor para o diesel. O acordo vigorou entre junho e 31 de dezembro.


Cartão só estará disponível em 3 meses


A Petrobras também informou que a Petrobras Distribuidora (BR), sua subsidiária, está desenvolvendo dois tipos de cartão de pagamentos que vão facilitar a compra de óleo diesel pelos caminhoneiros. A empresa estima que esses cartões estarão disponíveis em três meses.


"O Cartão Caminhoneiro servirá como uma opção de proteção da volatilidade de preços, garantindo assim a estabilidade durante a realização de viagens".

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com/noticias/economia/petrobras-altera-politica-de-preco-do-diesel-anuncia-cartao-caminhoneiro-23551320.html

Mais Notícias

Ação contra Bruno e Wladimir tem parecer

BR-101 terá operação especial nesta Páscoa e expectativa de mais de 515 mil veículos

Ex-presidente do Peru se suicida após receber ordem de prisão no caso Odebrecht

Governo do estado decreta ponto facultativo na véspera do feriado de São Jorge

Aprovação do projeto que liberava porte de armas para deputados e Degase é cancelada

José Maria Marin é banido do futebol e pagará multa de R$ 3,2 milhões

Ao menos duas pessoas morrem e quatro ficam feridas em desabamento de prédios na Muzema

PF faz operação contra esquema criminoso que superfaturava pedágios

AGORA É LEI: ESTADO DO RIO CRIA NOTIFICAÇÃO COMPULSÓRIA DE VIOLÊNCIA CONTRA O IDOSO

Depois das enchentes, Crivella libera R$ 86,9 milhões para obras

Empresa desiste de embargo e obras do Palácio da Cultura serão retomadas

Governo federal diz que Prefeitura do Rio deixou de usar recursos do PAC para contenção de...

Crivella descarta estado de emergência e atribui parte dos problemas com chuva...

TSE cassa direitos políticos de Pezão e Dornelles

Veja o que acontece em caso de impeachment de Crivella

Pistola é roubada na maior feira de Segurança da América Latina

Ministro do Turismo quer reduzir o preço das passagens aéreas

Flamengo empata no fim, vence o Vasco nos pênaltis e conquista a Taça Rio

Ex-treinador da seleção brasileira de ginástica é banido do esporte

Brownie

Tributarista de Campos é nomeado por Witzel para coordenar Comissão de Reforma Tributária no estado

Presidente do Goytacaz conduzido à DP após fiscalização em postos de combustíveis

Rede Assaí vai se instalar em Campos até julho e deverá gerar no mínimo 300 empregos

Witzel afirma que não retomará hospitais municipalizados: 'De jeito nenhum'

Empresa direcionou mais de R$ 10,8 milhões para o ex-presidente Michel Temer

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas