Logo ASP

Notícias



Supremo deve decidir nesta quinta-feira se servidor pode ter redução de salário

Nelson Jr / Agência O Globo
Sessão plenária do Supremo Tribunal Federal

Sessão plenária do Supremo Tribunal Federal

O Supremo Tribunal Federal (STF) vota, nesta quinta-feira (dia 6), a constitucionalidade de pelo menos 30 artigos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que cria normas para a gestão fiscal no setor público. Entre os trechos que foram questionados, está o artigo 23 da lei, que permite a redução da carga horária e dos salários de servidores, caso o estado ultrapasse o limite de gastos permitidos com a folha de pagamento. O atual relator desse processo é o ministro Alexandre de Morais.


A última sessão sobre a possibilidade da redução salarial foi realizada em fevereiro. À época, a Advocacia Geral da União (AGU) foi favorável à revisão dos impedimentos impostos pela Justiça e também à redução dos vencimentos. A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu a LRF, mas pediu a inconstitucionalidade do corte nos salários.


A Lei de Responsabilidade Fiscal diz que, caso o limite de despesa com pessoal esteja acima do teto estabelecido pela legislação, fica facultado aos governadores e prefeitos, assim como aos poderes autônomos, a redução proporcional do salário dos servidores de acordo com a carga horária de trabalho.


 


Na esfera federal, o limite máximo para gastos com pessoal é de 50% da receita corrente líquida. Para estados e municípios, o limite é de 60%. Mas a legislação permite a repartição destes limites globais entre os Poderes dentro dos estados. No caso do legislativo (incluindo o Tribunal de Contas), é de 3%. Para o Judiciário, o teto de gastos é de 6%. Para o Ministértio Público, de 2%. E para o Executivo, de 49%.


O Rio viveu em sua história recente o estouro desse limite de 49% para o Executivo. No entanto, a decretação do estado de calamidade financeira, em 2016, que vai até o fim desse ano, permitiu que o estado fique temporariamente sem cumprir o teto de gastos com pessoal.


Divulgado no dia 20 de maio, o relatório da gestão fiscal do estado mostra que, de maio do ano passado a abril de 2019, o gasto com pessoal está em 37,36% da receita corrente líquida. Então, mesmo que o STF aprove a redução salarial, o governo estadual não poderia aplicar a medida imediatamente porque não está estourando os limites de despesa com pessoal.

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com

Mais Notícias

Passeio Ciclístico vai movimentar o Via Esporte Arthur Bernardes

Médicos mantêm greve na saúde

Uenf irá receber pesquisador americano na próxima semana

FRALDÁRIOS TERÃO QUE SER INSTALADOS EM LOCAIS ACESSÍVEIS PARA HOMENS E MULHERES

Campista é destaque em congresso nacional de Radiologia Odontológica

Possibilidade de redução do salário de servidor volta à pauta do STF...

Empregado transferido várias vezes deve receber adicional de transferência

MPT afirma que usina não cumpriu acordo e vai propor Ação Civil Pública

Pedágio na BR-101 fica mais caro a partir desta sexta-feira

Promotor que arquivou caso Cambaíba em 2012: “Não há vestígios de corpos na usina”

TRECHO NITERÓI-MANILHA DA RODOVIA FEDERAL BR-101 APRESENTA UM DOS MAIORES ÍNDICES DE ROUBOS DE VEÍCULOS NO PAÍS

Detran-RJ prorroga prazo de licenciamento anual para finais de placa 3 e 4

Ex-presidente do DER desiste de depoimento de Rosinha

AGU: servidores que viraram estatutários em 1988 não têm direito ao saldo do FGTS

Rede atacadista chega a Campos

Secretário de saúde confirma surto de sarampo em Paraty

AGORA É LEI: CAMPANHA ALERTA SOBRE ABANDONO DE VULNERÁVEL DENTRO DE VEÍCULOS

MPF pede suspensão urgente de etapa de concurso da Polícia Rodoviária Federal

"O Rei Leão" estreia nesta quinta (18) no Kinoplex

Servidores do TJ-RJ vão receber parcela do 13º salário até o dia 30

A tríplice que fez muita gente sonhar nos anos 80. E a moda desses colecionáveis só aumenta com o tempo. Veja como...

RADARES NA RODOVIA AMARAL PEIXOTO SERÃO DESLIGADOS EM CUMPRIMENTO A LEI DA ALERJ

Abigail Disney afirmou que se infiltrou em um dos parques temáticos...

Empresa de Gás recebe todos os equipamentos de grande porte para conclusão da primeira térmica no Porto do Açu

Volkswagen Tiguan R-Line chega com preparação Oettinger de 280 cv 0

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas