Logo ASP

Notícias



Defensoria Pública tem 30 dias para justificar reajuste de vale-transporte de servidores

Arquivo
Um dos antigos núcleos da Defensoria Pública do Rio: órgão tem 30 dias para se explicar

Um dos antigos núcleos da Defensoria Pública do Rio: órgão tem 30 dias para se explicar

A Defensoria Pública do Rio tem 30 dias para apresentar medidas compensatórias para o reajuste do vale-transporte dos servidores do órgão, concedido em 2017. O Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) não aceitou o pedido de reconsideração da DPRJ, que argumentou que o benefício é de natureza indenizatória, e o aumento foi dado antes da entrada do Rio no RRF (que aconteceu em setembro daquele ano).


No parecer da equipe técnica, de 20 de setembro, o conselho entendeu que a medida viola o artigo 8º da Lei Complementar 159/2017 (que instituiu o Regime de Recuperação Fiscal), porque o reajuste foi validado com a publicação feita em outubro de 2017 no Diário Oficial do Estado, ou seja, já com o RRF em vigor.


O artigo em questão proíbe qualquer aumento, criação, majoração de remuneração e benefícios sem a devida compensação financeira. A equipe técnica — que é ligada ao Ministério da Economia — disse no parecer que levou em conta a análise da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).


"Discorda-se do entendimento esposado pela DPGERJ (Defensoria Pública do Rio) de que os elementos de validade do ato reuniram-se na decisão de agosto de 2017, no momento de sua assinatura, pois tal momento não conferiu validade ao ato, o que somente ocorreu com a sua publicação por meio da Resolução DPGE nº. 900/2017. Considerando o exposto, reitere-se junto à DPGERJ a determinação deste CSRRF para que essa Defensoria Pública adote providências no sentido de adequar o valor fixado para o auxílio transporte dos seus funcionários aos ditames do inciso VI do art. 8º da LC nº 159/2017", afirma o Conselho de Supervisão no documento.


Em nota, a Defensoria afirmou que o reajuste do vale-transporte concedido aos seus servidores tem amparo na economia de três contratos de prestação de serviços do órgão, totalizando quase R$ 9 milhões, e que esses recursos serão utilizados na recomposição do benefício.


O órgão ainda informou que o objetivo é garantir aos trabalhadores pelos menos dois bilhetes únicos por dia, sem redução salarial, já que 49% do quadro de funcionários recebe até três salários mínimos (R$ 2.994).


"Um dos contratos alterados é de transmissão de dados. Mudanças no processo de licitação permitiram à Defensoria Pública uma economia de R$ 4.694.559,87 em relação ao valor previsto no orçamento e o que foi pago por este serviço entre 2017 e 2018. Nos próximos dois anos, a Defensoria Pública também economizará R$ 3.701.848,29 em decorrência de alterações no contrato de limpeza. A partir deste mês, a instituição também eliminará um gasto de R$ 600 mil por ano com a imprensa oficial ao lançar seu próprio Diário Oficial Eletrônico", afirmou a nota da assessoria.

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com

Mais Notícias

AGORA É LEI: PROGRESSÃO FUNCIONAL DOS SERVIDORES DO JUDICIÁRIO SERÁ A CADA DOIS ANOS

Projeto do MP do Rio regulamenta afastamento de servidor para atuar em sindicato e associação

Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso Nacional

Agora é lei: empregado de órgão público do Rio que atende a população deve usar crachá

Presidente da Ancine é acusado de estelionato e falsidade ideológica

Festival de Vinhos acontece nesse fim de semana no Boulevard Shopping

Itaú Unibanco vai fechar 400 agências até o fim deste ano

Caixa reajusta preços das loterias; aposta mínima da Mega-Sena passará a R$ 4,50

Moro pede que PGR apure citação a Bolsonaro em caso Marielle

Flamengo x River: Chile cancela evento com Trump; tensão sobre final da Libertadores aumenta

Parque de diversões é interditado em Campos

Voos diários serão ampliados no aeroporto de Campos em 2020

AGORA É LEI: LICENÇA DE SERVIDOR QUE TIVER FILHO COM MICROCEFALIA SERÁ AMPLIADA

Torcedor do Flamengo que planejava invasão é preso dentro do Maracanã

Alerj decide soltar cinco deputados estaduais acusados de corrupção

Vazamento de óleo pode ter partido de navio irregular, diz Marinha

AGORA É LEI: CARTÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA É INSTITUÍDO NO RIO

Relógio histórico do Largo da Carioca é restaurado e recupera badalada musical

Governo defende que auxílio-doença do INSS seja pago por empresas; entenda

Juiz Ralph Manhães questiona possível redistribuição dos royalties

Alerj vota no dia 29 projeto sobre progressão funcional de servidores do Judiciário

Campanha de doação de medula mobiliza pessoas na corrida Federal kids

CNJ começa a julgar Glaucenir por áudio sobre Gilmar Mendes

Caso Marielle: Réu criou empresa na região do crime em área da prefeitura...

Pós-Graduação da UENF tem inscrições abertas a partir desta segunda

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas