Logo ASP

Notícias



Alerj vota no dia 29 projeto sobre progressão funcional de servidores do Judiciário

lerj / Octacílio Barbosa / 03.07.2019
Os deputados vão decidir no plenário sobre progressão funcional

Os deputados vão decidir no plenário sobre progressão funcional

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) vai votar no próximo dia 29 o projeto de lei que muda as regras para a progressão funcional dos servidores do Judiciário acontecer a cada dois anos. A proposta trata das carreira dos serventuários, deixando de fora os magistrados. A mensagem enviada pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Claudio de Mello Tavares, foi aprovada no último dia 7 pelo Órgão Especial do TJ-RJ.


O presidente da Alerj, André Ceciliano (PT) informou a data de votação: "O projeto vai entrar na pauta no dia 22 para receber emendas. Uma semana depois, dia 29, será apresentado, já com as emendas, ao colégio de líderes, às 13h, e, em seguida, será levada a plenário para votação", explicou o parlamentar.


O projeto deve ser objeto de intensa discussão entre os parlamentares, já que o Rio passa pelo ajuste nas contas públicas, está em estado de calamidade financeira e ainda, no Regime de Recuperação Fiscal. O argumento do presidente do Tribunal é que a verba para custear as promoções são referentes à extinção de 309 cargos. Hoje, há 645 cargos de analista judiciário e 128 de técnico de atividade judiciária vagos. Essas duas carreiras são compostas por 12 padrões valores de vencimentos, ou seja, o último padrão será alcançado pelo servidor ao final de 22 anos de carreira.


Atualmente, a progressão e promoção dos serventuários ocorrem com a vacância de cargos. Com a alteração, a evolução funcional passará a ocorrer a cada dois anos, inicialmente, observados os critérios que serão definidos por meio de um regulamento que vai definir, por exemplo, a exigência de capacitação continuada pela Escola de Administração Judiciária (Esaj). Segundo o desembargador, toda a despesa continuará sendo paga pelo próprio Judiciário, com o duodécimo recebido do Poder Executivo.


"Esse projeto traz a valorização do servidor da Justiça, que há tantos anos pleiteia a mudança da lei", observou o presidente do TJ-RJ, lembrando que outras instituições, como o Ministério Público Estadual, já têm projeto similar implementado.

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com

Mais Notícias

Projeto do MP do Rio regulamenta afastamento de servidor para atuar em sindicato e associação

Reforma da Previdência é promulgada pelo Congresso Nacional

Agora é lei: empregado de órgão público do Rio que atende a população deve usar crachá

Presidente da Ancine é acusado de estelionato e falsidade ideológica

Festival de Vinhos acontece nesse fim de semana no Boulevard Shopping

Itaú Unibanco vai fechar 400 agências até o fim deste ano

Caixa reajusta preços das loterias; aposta mínima da Mega-Sena passará a R$ 4,50

Moro pede que PGR apure citação a Bolsonaro em caso Marielle

Flamengo x River: Chile cancela evento com Trump; tensão sobre final da Libertadores aumenta

Parque de diversões é interditado em Campos

Voos diários serão ampliados no aeroporto de Campos em 2020

AGORA É LEI: LICENÇA DE SERVIDOR QUE TIVER FILHO COM MICROCEFALIA SERÁ AMPLIADA

Torcedor do Flamengo que planejava invasão é preso dentro do Maracanã

Alerj decide soltar cinco deputados estaduais acusados de corrupção

Vazamento de óleo pode ter partido de navio irregular, diz Marinha

AGORA É LEI: CARTÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA É INSTITUÍDO NO RIO

Relógio histórico do Largo da Carioca é restaurado e recupera badalada musical

Governo defende que auxílio-doença do INSS seja pago por empresas; entenda

Juiz Ralph Manhães questiona possível redistribuição dos royalties

Campanha de doação de medula mobiliza pessoas na corrida Federal kids

CNJ começa a julgar Glaucenir por áudio sobre Gilmar Mendes

Caso Marielle: Réu criou empresa na região do crime em área da prefeitura...

Pós-Graduação da UENF tem inscrições abertas a partir desta segunda

AGORA É LEI: ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES TERÃO QUE CADASTRAR OS RESPONSÁVEIS POR RETIRAR ALUNOS

Defensoria Pública tem 30 dias para justificar reajuste de vale-transporte de servidores

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas