Logo ASP

Notícias



Ex-secretário estadual de Saúde do Rio, Edmar Santos vira réu em ação sobre fraudes

Fábio Rossi / Agência O Globo / Arquivo
O ex-secretário estadual de saúde do Rio, Edmar Santos

O ex-secretário estadual de saúde do Rio, Edmar Santos

O ex-secretário estadual de Saúde do Rio Edmar Santos virou réu numa ação sobre fraudes na compra de respiradores para o combate ao coronavírus. Ele responde por organização criminosa e peculato (desvio de dinheiro público). O juiz Bruno Ruliere, da 1ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público. O processo corre em segredo de Justiça. As informações são da "GloboNews".


Edmar Santos foi preso no último dia 10, numa operação do Ministério Público do Rio do Janeiro. O ex-secretário, que foi exonerado pelo governador Wilson Witzel em maio, é suspeito de ser um dos chefes da quadrilha que atuava dentro da Secretaria de Estado de Saúde. De acordo com a investigação, ele acompanhou o processo de contratação de mil respiradores. Os aparelhos — considerados essenciais no tratamento de pessoas com a Covid-19 — nunca chegaram até os hospitais públicos.


Um trecho da denúncia mostram que os promotores acreditam que Edmar Santos e Gabriell Neves — ex-subsecretário estadual de Saúde, também preso — estavam à frente de um grupo que se aproveitou da pandemia para desviar dinheiro: "uma organização criminosa liderada por Edmar Santos e Gabriell Neves se infiltrou na Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, aproveitando-se do inédito cenário decorrente da pandemia da Covid-19 e de contratações emergenciais sem licitação para desviar milionários recursos públicos".


Para os investigadores, "Edmar Santos não apenas tinha ciência das atividades desenvolvidas por Gabriell Neves, mas também total domínio dos fatos, exercendo juntamente com Gabriell Neves, de forma discreta e quase oculta, a liderança da organização criminosa".


Para o Ministério Público, Edmar Santos "não só concorreu diretamente para o dano, como também se omitiu em relação ao seu dever de controle e fiscalização". Donos de empresas contratadas sem licitação também foram presos. Todos são acusados de fraude e viraram réus por peculato e organização criminosa.

-------------------------------------------------
extraonline
https://extra.globo.com

Mais Notícias

Uso de máscaras e isolamento social contra a Covid-19 derrubam casos de ...

TJ-RJ prorroga prazo de adesão ao programa de aposentadoria

Vereador de Campos dos Goytacazes é multado por propaganda antecipada

DETRAN/RJ DESCOBRE BINGO CLANDESTINO QUE FUNCIONAVA EM AUTESCOLA

Juiz Ralph Manhães reúne representantes de candidatos em Campos

Queijos artesanais do estado terão regulamentação e selo arte

Eleições 2020: TSE libera ferramenta para consulta de candidaturas

TRE confirma inelegibilidade de Crivella até 2026; prefeito ainda pode recorrer ao TSE

Petrobras descobre petróleo no pré-sal da Bacia de Campos, no litoral do Rio

Facebook firma parcerias para portabilidade de dados

Justiça proíbe Águas do Paraíba de emitir conta única somando consumo recente a débitos antigos

Reforma administrativa prevê demissão de servidor por ‘desempenho insuficiente’

GOVERNO FEDERAL AUTORIZA REABERTURA DOS PARQUES NACIONAIS

Combata à Covid-19 em pesquisa da Uenf

PF APREENDE R$ 3,5 MILHÕES NA CASA DE SUSPEITO DE FRAUDAR OS CORREIOS

Servidor do estado que não teve consignado descontado deve regularizar débito diretamente com instituição contratada

OAB-Campos se prepara para o Mês da Advocacia

Campos tem número de óbitos preocupante. Alta já era sentida desde a semana passada

LEILÃO COM DIAMANTES E BARRAS DE OURO DE SÉRGIO CABRAL ARRECADA MAIS DE R$ 4,5 MILHÕES

Desmonte dos hospitais de campanha vai começar por Baixada e Friburgo, prevê o cronograma do governo

STF concede liminar e mantém cobrança de consignado para servidores do Estado do Rio

Campos recebe doação de EPIs da Petrobras

Índice que reajusta aluguel acumula 9,27% em 12 meses

ESTUDO MOSTRA INEFICÁCIA DE HIDROXICLOROQUINA EM CASOS LEVES A MODERADOS DE COVID-19

Campos recebe royalties com alta, mas valor é o terceiro menos dos dos últimos 16 anos

<< PÁGINA ANTERIOR

Envie seu comentário!

Nome:

E-mail:

Comentário:


Publicidade

  • GClin Campos

  • WIZARD IDIOMAS

  • MEGAFARMA

  • ASP JUSTIÇA

    A LOGOMARCA É SÍMBOLO DA NOSSA UNIÃO. UTILIZE SEU ADESIVO!

Previsão do tempo

Redes sociais

Blog ASP Justiça

Twitter ASP Justiça

Consulte seu extrato

>>

Estatuto ASP Justiça

>>

Seja sócio da ASP Justiça

>>

Links e telefones úteis

>>

Site ASP 2009/2011

>>

Av. Quinze de Novembro, nº. 289 • 4º Andar • Sala ASP Justiça • Centro • Cep. 28035-100 • Campos dos Goytacazes-RJ
E-mail: aspjustica.aspjustica@gmail.com • © Copyright • Novembro/2009 • Todos os direitos reservados a ASP JUSTIÇA
Site feito byChucas: byChucas